Facebook Backup August 2020

andre-dias.net
Andre Dias updated his status.

Em 2018 mais de 10 000 000 de pessoas foram diagnosticadas com tuberculose. Quase 1 500 000 morreram de tuberculose. Aproximadamente 25% da população mundial, 1 500 000 000, são portadores assintomaticos da bactéria.

Mais de 1 100 000 de crianças foram diagnosticadas com tuberculose e 205 000 delas morreram!

A doença transmite-se pelo ar. Por ser causada por uma bactéria, logo “grandes” dimensões, o uso de máscaras pode ter potencial de sucesso na prevenção.

Existe vacina e ainda assim consegue propagar-se mesmo em países desenvolvidos. A percentagem de bactérias resistentes a antibióticos tem vindo a aumentar. As sequelas podem ser profundamente debelitantes para os recuperados, com perda dramática de qualidade de vida.

Em Portugal é anti constitucional internar ou impor quarentena a tais doentes, nunca se criou nenhuma excepção “por saúde pública”. Nunca se imaginou sequer obrigar os 30% de assintomaticos a fazer quarentena!

O impacto da doença tem sido reduzido um pouco por todo o mundo, com estratégias racionais e científicas, sendo expectável a sua erradicação!

O número de notícias e menções da doença e suas consequências nos órgãos de comunicação é irrelevante! Nem uma centena por ano.

Se isto não convence a população da loucura que vive e da loucura que exige, nada o fará!

Updated 31 Aug 2020, 08:08

Levanta o dedo a apontar para cima:
– olhem para ali, olhem, vejam um caso de covid! Vejam!

Enquanto passa devagar por detrás das costas lentamente a prova de um sistema de saúde colapsa do do por medidas obtusas, medidas que de facto matam milhares. Revoltante, mas olhem para o dedo que aponta.

https://www.sabado.pt/portugal/detalhe/utentes-desesperam-por-resposta-dos-centros-de-saude?fbclid=IwAR0I2zM2twFnQD9z3PcHL9_YcdA0Jucu0hWqbi0zt4RW3–TjNkkxGPvocw

Updated 30 Aug 2020, 22:19

O que já se sabia de outros países, agora pelo CDC dos EUA: apenas 6% do total dos mortos podem ser atribuídos directamente a covid, ou seja 9200 mortes. Num país de 300 000 000……

Os restantes tinham 2-3 doenças graves ou gravíssimas e quase todos de idade avançada.

Essencialmente fecharam-se países e criaram-se problemas e mortes de outros milhares de pessoas por uma doença que só faz de “anjo da misericórdia” a quem já tem pouca qualidade e esperança de vida restante.

https://www.cdc.gov/nchs/nvss/vsrr/covid_weekly/index.htm

Updated 30 Aug 2020, 17:56
Andre Dias updated his status.

“Thousands gather in UK Trafalagar square for protest as Philippines records 3,637 infections”

Headline in a wide circulation paper. This must be the lowest that fear mongering can go. Linking a protest in the UK to infections in the literal other side of the world. Not only they use infections, deaths are too low won’t scare anyone, they make sure to attack people using their right of expression.
This is far from “news” it’s pure propaganda.

“ com consequências graves para o cuidado dos residentes da ERPI [Estrutura Residencial para Idosos] os profissionais assintomáticos e com baixo risco clínico foram colocados em quarentena“

Pessoas saudáveis foram mandadas para casa e pessoas vulneráveis foram deixadas a morrer de sede, mas insistem que se protegem todos! Assim se consuma a aberração, mandar pessoas capazes acobardar-se debaixo da cama e os que precisam abandonados.
Não foi o vírus que matou mais, foi a cobardia e decisões absurdas para sobrevivência política.

https://expresso.pt/coronavirus/2020-08-28-Funcionarios-infetados-no-lar-de-Reguengos-estiveram-de-prevencao-para-trabalhar

Updated 29 Aug 2020, 16:20

Manaus, Brasil. Uma infeccao que parou “sem explicação” quando se estimam 20% de imunidade. Sem confinamento, num país e região que poucos seguem as “recomendações”. Mais um exemplo de que a imunidade de grupo se encontra na região de 20%, são já dezenas de regiões assim, e que a infeccao faz o seu percurso com ou sem medidas irracionais.

Manaus, Brasil. Infection has stalled when 20%!imunity estimated, without lockdown or absurd impositions! Another example, of dozens now, showing that herd imunity is reached actually close to 20% and regardless what absurd actions people take it will progress as nature wants.

https://www.washingtonpost.com/world/the_americas/brazil-coronavirus-manaus-herd-immunity/2020/08/23/0eccda40-d80e-11ea-930e-d88518c57dcc_story.html

Updated 29 Aug 2020, 12:32
Andre Dias posted in Portugueses no Reino Unido.
28 Aug 2020, 20:48

Facebook Backup August 2020

Milagre Australiano, não há gripe este inverno.

O que antes se chamava gripe este ano chama-se Covid-19. Serve para destruir países e mandar prender inocentes sem direitos.

Basicamamente todos os casos de “gripe” ou ILI (illness like influenza) deixaram de ter testes feitos para esses virus e apenas para covid que se sobrepoe a todos os diagnósticos. Só se procura covid, só se encontra covid. O diagnóstico por sintomas, como feito durante séculos até esta aberração, atribuiria a “ILI/gripe“. Mas agora se tem tosse, tem que fazer teste covid e só teste covid. A gripe desaparece, o covid tem números para vender e o que importa, os sintomas, são exactamente iguais, como são iguais as consequencias epidemiológicas (a menos do caos e abandono de pessoas vulneraveis). Muda-se de nome para assustar e prender.

Alguém quer sobrepor a curva de Covid em cima deste gráfico para ver a semelhança óbiva com a gripe noutros invernos? e depois mudar a legenda para “2020-special year that flu got renamed covid-19”

Milagre Australiano, não há gripe este inverno.

O que antes se chamava gripe este ano chama-se Covid-19. Serve para destruir países e mandar prender inocentes sem direitos.

Basicamamente todos os casos de “gripe” ou ILI (illness like influenza) deixaram de ter testes feitos para esses virus e apenas para covid que se sobrepoe a todos os diagnósticos. Só se procura covid, só se encontra covid. O diagnóstico por sintomas, como feito durante séculos até esta aberração, atribuiria a “ILI/gripe“. Mas agora se tem tosse, tem que fazer teste covid e só teste covid. A gripe desaparece, o covid tem números para vender e o que importa, os sintomas, são exactamente iguais, como são iguais as consequencias epidemiológicas (a menos do caos e abandono de pessoas vulneraveis). Muda-se de nome para assustar e prender.

Alguém quer sobrepor a curva de Covid em cima deste gráfico para ver a semelhança óbiva com a gripe noutros invernos? e depois mudar a legenda para “2020-special year that flu got renamed covid-19”

Six (1%) of 627 children died in hospital, all of whom had profound comorbidity.”

Covid didn’t kill a single child in UK, other diseases did! Why are we imposing absurd rules for children?!!

Não morreu uma única criança de covid no UK, apenas por outras doenças graves! Porque continua a haver regras absurdas para crianças?

https://www.bmj.com/content/370/bmj.m3249

Updated 28 Aug 2020, 11:31

Facebook Backup August 2020

OS ESTADOS DE ALERTA, CONTINGÊNCIA E CALAMIDADE NÃO AFECTAM MINIMAMENTE A NORMALIDADE CONSTITUCIONAL E OS DIREITOS FUNDAMENTAIS DOS CIDADÃOS
O Governo já anunciou o estado de contingência a partir de 15 de Setembro. Nem se revelaram as medidas a tomar, numa prova de que se trata de um puro plano político, indiferente a factos ou realidades.
Em todo o caso, a normalidade constitucional e o regime dos direitos, liberdades e garantias previsto na Constituição não podem ser minimamente afectados por isso.
David Magalhães
OS ESTADOS DE ALERTA, CONTINGÊNCIA E CALAMIDADE NÃO AFECTAM MINIMAMENTE A NORMALIDADE CONSTITUCIONAL E OS DIREITOS FUNDAMENTAIS DOS CIDADÃOS
O Governo já anunciou o estado de contingência a partir de 15 de Setembro. Nem se revelaram as medidas a tomar, numa prova de que se trata de um puro plano político, indiferente a factos ou realidades.
Em todo o caso, a normalidade constitucional e o regime dos direitos, liberdades e garantias previsto na Constituição não podem ser minimamente afectados por isso.
David Magalhães
Andre Dias updated his status.
Não sei o que dizer sobre novo estado de contingência. O absurdo tornou se demasiado ridículo para se acreditar ser a realidade.
Os mais vulneráveis, continuam a morrer por falta de cuidados básicos, mas insiste-se numa abordagem aberrante sobre a totalidade da população.

Focar em proteger os grupos de risco! Como fez o unico pais que geriu isto racionalmente!

People <65 years old have very small risks of COVID-19 death even in pandemic epicenters and deaths for people <65 years without underlying predisposing conditions are remarkably uncommon.

Strategies focusing specifically on protecting high-risk elderly individuals should be considered in managing the pandemic.

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0013935120307854?via%3Dihub&fbclid=IwAR2GHciq-FrPYF5zAP4bIgsXRBHoHghgVfgbmUy58byAtIt-EFOulvewIL0

Updated 27 Aug 2020, 15:24
Updated 27 Aug 2020, 04:35

Um país que, não estando tomado pela histeria, até consegue fazer controlo de qualidade de testes. Os outros preferem destruir vidas cegamente com os mesmos testes sem questionar.
Milhares de “casos” por testes defeituosos. Agora quantos por erro intrínseco de todos os testes mesmo sem defeito??

https://www.jn.pt/mundo/kit-de-testes-a-covid-com-defeito-da-milhares-de-falsos-positivos-na-suecia-12552326.html

Updated 25 Aug 2020, 18:27

Os conselheiros sabiam, o governo britanico decidiu ao arrepio da ciência por pressão e sobrevivência politica unicamente.

Quem foi a publico dizer o mesmo logo no primeiro dia foi insultado. Quem continua a dizer o mesmo e a alertar para as consequências dramáticas do erro colossal continua a ser insultado, achincalhado, tratado como desviado social.

Perante tais admissões diárias dos erros, as maiorias continuam a exigir, de forma ditatorial, mais medidas igualmente aberrantes, em nome de uma infecção que não tem sequer expressão. Defendem mais pensamento mágico e denunciam quem não alinha, quem insiste que já bastou este erro colossal, que não podemos continuar com a mesma ausencia total de racionalidade na tomada de decisão. Se em Março se tomaram medidas por pressão imediatista, hoje não há absolutamente nada que justifique abdicar da racionalidade.

https://www.spiked-online.com/2020/08/25/government-scientist-lockdown-was-a-monumental-mistake/

Updated 25 Aug 2020, 17:49

Depois da primeira ministra Norueguesa, depois do PM Sueco defender a estratégia decidida pelos epidemiologistas, agora um ministro da Saúde Alemão reconhece ter tomado decisões unicamente por ignorância e medo.

Que as imagens da Itália, algumas delas comprovadamente falsas, foram determinantes.
“We did this lockdown because we, including myself, had a great anxiety given all the pictures of Italy ”
Que 3 dias depois de ter imposto medidas sem base cientifica ficou surpreendido com o número de camas de ICU/UCI e mesmo assim não exigiu a reversão da medida.
Admite preto no branco que não há razão para destruir a educação a uma geração ” the reflex would no longer be to shut down schools and kindergartens”

Agora só faltam mais uns milhares de ministros e politicos admitirem o mesmo e reverterem as aberrações ainda em lei.

Updated 25 Aug 2020, 12:28
Andre Dias updated his status.
Alguém se lembra no pico da infecção Tuberculose em PT ter sido imposto o uso obrigatório de máscara? As máscaras pelo menos tem potencial técnico para para parar um bacilo, muito maior que um virus.
Ou de quarentena de pessoas sem sintomas só com testes positivos? (30% a 40% da população Portuguesa tem o bacilo)
É que a IFR desse patogeneo é dramaticamente mais alta, mata pessoas jovens e mata ainda hoje muito mais pessoas por ano no mundo.
Andre Dias updated his status.
Alguém se lembra no pico da infecção HIV /SIDA ter sido imposto o uso obrigatório de preservativo?
É que a IFR desse virus é dramaticamente mais alta, mata pessoas jovens e mata ainda hoje muito mais pessoas por ano.

Facebook Backup August 2020

Os novos donos da verdade, quiseram lançar-se em temas muito dificieis, o resultado dá uma boa gargalhada.

Gosto especialmente do argumento central ser um ESTUDO IN VITRO sobre BACTÉRIAS. Genial.
Que as bacterias são uma unidade que nunca se pode dividir em pequenas sub-goticulas? Nem menção.
Que as bactérias possam ter caracteristicas fisicas superficiais diferentes de uma goticula e logo comportamento radicalmente diferente na interação com a mascara? Irrelevante.
Que as bacterias tem tempos de “vida” numa superficie radicalmente diferentes de um virus? Não importa.
Adoro o “a maioria dos estudos que têm vindo a sair recentemente demonstram que as máscaras são uma das peças fundamentais” SEM UMA ÚNICA REFERENCIA.

Ou seja, um estudo in vitro sobre algo sem qualquer relevância para o virus em questão, além de uma rebuscada teoria sobre goticulas e bactérias serem comparáveis, serve para justificar a retirada de direitos constitucionais.

Não há um unico estudo RCT NA COMUNIDADE sobre a eficácia de máscaras para ESTE virus. Zero. Eram precisos dezenas para justificar tais ataques constitucionais.
Os que existem são para ambiente hospitalar, com máscaras certificadas, usadas com um protocolo rigido e em ambiente controlado. Tem zero valor para serem extrapolados para uso de “máscaras” que mais não são trapos sujos usados durante semanas sem qualquer cuidado no exterior.
Os estudos observacionais sobre máscaras na comunidade ignoram olimpicamente a evolução subjacente da infecção, aparente efeito da mascara numa infecção que naturalmente já estava a desaparecer, evolução essa igualmente observada em todos os paises que nunca aconselharam o seu uso.

Pegam na opinião de um médico sobre UM estudo e decidem o que é a verdade ou não, com implicações de censura em redes sociais. Sem nunca desdizerem uma única frase do que supostamente estão a poligrafar, com a própria opinião de um dos citados a dizer que tecnicamente está correcto! É impreciso porque alguém avança uma teoria não comprovada!

Declaração de conflito de interesse de Pedro Simas que recebeu financiamento e teve aparições publicas para promover uma máscara? ZERO.

Os novos donos da verdade, quiseram lançar-se em temas muito dificieis, o resultado dá uma boa gargalhada.

Gosto especialmente do argumento central ser um ESTUDO IN VITRO sobre BACTÉRIAS. Genial.
Que as bacterias são uma unidade que nunca se pode dividir em pequenas sub-goticulas? Nem menção.
Que as bactérias possam ter caracteristicas fisicas superficiais diferentes de uma goticula e logo comportamento radicalmente diferente na interação com a mascara? Irrelevante.
Que as bacterias tem tempos de “vida” numa superficie radicalmente diferentes de um virus? Não importa.
Adoro o “a maioria dos estudos que têm vindo a sair recentemente demonstram que as máscaras são uma das peças fundamentais” SEM UMA ÚNICA REFERENCIA.

Ou seja, um estudo in vitro sobre algo sem qualquer relevância para o virus em questão, além de uma rebuscada teoria sobre goticulas e bactérias serem comparáveis, serve para justificar a retirada de direitos constitucionais.

Não há um unico estudo RCT NA COMUNIDADE sobre a eficácia de máscaras para ESTE virus. Zero. Eram precisos dezenas para justificar tais ataques constitucionais.
Os que existem são para ambiente hospitalar, com máscaras certificadas, usadas com um protocolo rigido e em ambiente controlado. Tem zero valor para serem extrapolados para uso de “máscaras” que mais não são trapos sujos usados durante semanas sem qualquer cuidado no exterior.
Os estudos observacionais sobre máscaras na comunidade ignoram olimpicamente a evolução subjacente da infecção, aparente efeito da mascara numa infecção que naturalmente já estava a desaparecer, evolução essa igualmente observada em todos os paises que nunca aconselharam o seu uso.

Pegam na opinião de um médico sobre UM estudo e decidem o que é a verdade ou não, com implicações de censura em redes sociais. Sem nunca desdizerem uma única frase do que supostamente estão a poligrafar, com a própria opinião de um dos citados a dizer que tecnicamente está correcto! É impreciso porque alguém avança uma teoria não comprovada!

Declaração de conflito de interesse de Pedro Simas que recebeu financiamento e teve aparições publicas para promover uma máscara? ZERO.

What is the Prevalence threshold for Covid-19 PCR tests? I asked myself. That is, what is the minimum percentage of population really infected below which the test is producing mostly noise?

Apparently someone has already calculated and published it. Back in May.

https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.05.17.20104927v1.full.pdf

Their conclusion
“In clinical practice, the sensitivity and specificity of the COVID-19 RT-PCR test are likely lower than those estimated analytically by the FDA; the prevalence threshold for detection that we have estimated above is thus likely conservative. Nonetheless, the implication is such that below a prevalence of 9.3% actively replicating cases of COVID133 19 in the population, the PPV (positive predictive value) of RT-PCR testing declines almost exponentially. In other words, we would expect a sharp increase in the number of false positive screening tests, in turn falsely increasing the estimated prevalence of disease.”

That is, in a very generous scenario, below 9.3% of prevalence in the population, the test is mostly useless. When was there 9.3% of people infected at one given time? Never……
When should we have trusted PCR for decision making? Never.
How come those making decisions never been told this?

Updated 24 Aug 2020, 11:22

Pessoas na rua, no ultra civilizado Canáda, a defender o futuro de uma geração, a defender os direitos e saúde mental de inocentes, contra máscaras em escolas.
Para quando Portugal?

https://twitter.com/svnewsalerts/status/1297612614080638982

Updated 24 Aug 2020, 00:32
Facebook Backup August 2020
Facebook Backup August 2020

What if most (corrected from “all”) the covid “cases” in Europe are just false positives, just testing errors?

According to the multinational giant Unilabs, their test has a specificity of 97%, thus 3% of all tests will be false positives.

Going to worldometers.info and adding all the performed tests and all the positive “cases” for Europe, we get a ratio of ….. 3%
First entry on the graph labelled “Europe”.

People being discharged from hospital for no medical reason, only for management decisions to prepare for “killer virus”, refused medical care and put on do not resuscitate lists.

It wasn’t the virus killing, it was fear and absurd decisions because of fear.
Most deaths during the “pandemic peak” will end up being because of such aberrations, not a trivial virus.

Some estimates indicate 30 000 excess deaths in the community

https://www.independent.co.uk/news/health/coronavirus-care-homes-covid-nursing-covid-uk-a9681576.html

Updated 23 Aug 2020, 23:10

13 pessoas mortas em fuga de uma rusga a “festas ilegais”. Provavelmente jovens. Numa noite, em nome de “salvar”, mataram mais anos de vida que o vírus. Para evitar um vírus com mortalidade banal que leva pessoas com esperança de vida reduzidíssima mataram jovens com a vida pela frente.

Noutras notícias, polícia britânica divulga que só em Birmingham no fim de semana interromperam 70 festas, quase todas ao ar livre, numa cidade que aumentou o número de testes e logo de falsos positivos.

https://www.bbc.com/news/world-latin-america-53880996

Updated 23 Aug 2020, 19:42
Updated 23 Aug 2020, 15:04
Nos próprios meios de comunicação, crítica fundamental à atitude repetidamente enviesada e apocalíptica que domina as “notícias”.
De notar a tentativa da jornalista em interromper quando percebe que vem mais críticas bem fundamentadas.
Updated 23 Aug 2020, 12:43
Updated 23 Aug 2020, 11:11

Estudo alemão encontra 81% de reactividade de células T a corona. Ou seja, 81% das pessoas nem chegam a ter infeccao propriamente dita, tem capacidade de combater o vírus com o sistema imunitário primário e já existente. Provavelmente imunidade aprendida de outros corona, comuns.

Imunidade de grupo nos 19% de anticorpos, detectaveis em testes. A maioria dos locais mais afectados já tem imunidade, os outros atingem sem o fim do mundo que venderam.

Isto nunca passou de um mau filme de ignorância e “é um vírus novo”.

Perante este estudo só resta aos políticos admitir erros e reverter todas as aberrações

https://www.researchsquare.com/article/rs-35331/v1

Updated 22 Aug 2020, 19:48
Facebook Backup August 2020
Facebook Backup August 2020
Facebook Backup August 2020

Estão na moda os “poligrafos” que se arrogam donos ultimos da verdade. Não passam na sua esmagadora maioria actos de mau jornalismo, marginalmente menos mau que o jornalismo dominante.

E quando os tais poligrafos são eles próprios fonte de falsas informações? E quando com base em afirmações falsas se arrogam de afirmar que outras informações são falsas? São apenas mais lixo, mas com roupagem de superioridade moral.

Neste caso afirmam sem margem de manobra que é falso “As “principais autoridades de Saúde da Europa” consideram que máscaras são inúteis no combate à Covid-19?”
E focam no exemplo Dinamarques para afirmar tal falsidade. Como? Fazendo eles próprios uma afirmação factualmente falsa. Que o uso de máscaras na Dinamarca é OBRIGATÓRIO. Só que não é, apenas unica e exclusivamente aconselhado.
A pagina da sst.dk não deixa margens para duvidas “should”. Não há obrigação, apenas uma recomendação, como devia ser em todo o mundo.

Menção à Suécia que nem sequer recomenda máscaras? Isso era demasiado factual.
O que usam como referências para fundamentar? Artigos jornalistos, opinião, factoides. Conhecimento primário cientifico? Demasiado complexo, melhor não.

Assim, se justificam atropelos torpes aos direitos fundamentais. Com mentiras… para desmontar supostas mentiras.

Suponho que a morte desta criança não tenha relevo jornalistico. Esta deve ser “mais uma apenas”.
Suponho que nesta já há doenças prévias que justifiquem tudo. Nesta suponho que o teste positivo ou negativo nada importe.
Updated 21 Aug 2020, 12:26

Facebook Backup August 2020

Ainda a aberração do estudo do Imperial college.

As suas previsões tinham como elemento central a IFR estimada e logo do número de mortos. A equipa-astrologa cita para a IFR um estudo do proprio Imperial, da própria equipa-astrologa do Ferguson, onde estimava a IFR.

E como estima esse parametro essencial? Com os dados dos voos saidos de Wuhan. E quantos voos? 6. Quantas pessoas positivas? 6.

Isso mesmo, o fim do mundo foi decretado com um confiança estatistica que 6 “casos” podem assegurar: NENHUMA.

Ainda a aberração do estudo do Imperial college.

As suas previsões tinham como elemento central a IFR estimada e logo do número de mortos. A equipa-astrologa cita para a IFR um estudo do proprio Imperial, da própria equipa-astrologa do Ferguson, onde estimava a IFR.

E como estima esse parametro essencial? Com os dados dos voos saidos de Wuhan. E quantos voos? 6. Quantas pessoas positivas? 6.

Isso mesmo, o fim do mundo foi decretado com um confiança estatistica que 6 “casos” podem assegurar: NENHUMA.

Facebook Backup August 2020

Há um milagre a acontecer no Brasil à frente dos nossos olhos. Viva o covid! Viva! Que fez reduzir todas as outras doenças!

Diferença de causas de morte atribuidas a outras doenças no Brasil de Janeiro a Agosto. Redução de todas outras causas. Incrivel a redução de pneumonias. É como se uma doença genérica tivesse sido substituida por uma da moda……

Será um milagre. Ou então pode-se explicar com a atribuição abusiva de covid para que as perfeituras paguem os funerais a familias pobres………… não sei qual será mais provável.

______

There is a miracle going on in Brazil at the moment. All causes of death reduced significantly from 2019, from Jan to Aug. Its like deaths have been attributed to the fashionable disease, it’s like that way the councils pay for the funerals of poor people.

Há um milagre a acontecer no Brasil à frente dos nossos olhos. Viva o covid! Viva! Que fez reduzir todas as outras doenças!

Diferença de causas de morte atribuidas a outras doenças no Brasil de Janeiro a Agosto. Redução de todas outras causas. Incrivel a redução de pneumonias. É como se uma doença genérica tivesse sido substituida por uma da moda……

Será um milagre. Ou então pode-se explicar com a atribuição abusiva de covid para que as perfeituras paguem os funerais a familias pobres………… não sei qual será mais provável.

______

There is a miracle going on in Brazil at the moment. All causes of death reduced significantly from 2019, from Jan to Aug. Its like deaths have been attributed to the fashionable disease, it’s like that way the councils pay for the funerals of poor people.

Facebook Backup August 2020

Mais lixo para vender medo.

Crianças propagam mais a covid-19 do que se pensava” trazido para o titulo com pompa e circunstancia de “grande estudo”.

O texto, o estudo, diz o quê? O estudo focou-se em medir taxas de infecção ou seguir infectados a partir dessas crianças? Não.

O estudo mediu cargas virais! Isso mesmo.
As cargas virais são propagação? Não. Claro que não.

Podemos concluir que por 49 crianças terem cargas virais altas MAS SEM SINTOMAS infectam mais? Claro que não. Como não podemos concluir que porque calço sapatos 45 sou mais inteligente que quem usa 35.

Não há prova que cargas virais altas sem sintomas correlacionem com mais propagação da infecção. Se não tem sintomas não tem um dos factores fundamentais na difusão do virus: a tosse!

Os autores do estudo alguma vez afirmam tal grandiosidade “propagam mais”? Não! Claro que não. Fazem afirmações neutras “Não devemos descurar as crianças como potenciais propagadores” com palavras redondas como “potenciais” e “descurar” que não dizem nada, porque sabem que 49 casos não tem qualquer relevância estatistica para justificar destruir a saude mental e a educação de milhões. Os jornalixos, por sua vez, estão-se a marimbar, desde que dê cliques.

Apenas mais abuso jornalistico com pseudo ciência.

Mais lixo para vender medo.

Crianças propagam mais a covid-19 do que se pensava” trazido para o titulo com pompa e circunstancia de “grande estudo”.

O texto, o estudo, diz o quê? O estudo focou-se em medir taxas de infecção ou seguir infectados a partir dessas crianças? Não.

O estudo mediu cargas virais! Isso mesmo.
As cargas virais são propagação? Não. Claro que não.

Podemos concluir que por 49 crianças terem cargas virais altas MAS SEM SINTOMAS infectam mais? Claro que não. Como não podemos concluir que porque calço sapatos 45 sou mais inteligente que quem usa 35.

Não há prova que cargas virais altas sem sintomas correlacionem com mais propagação da infecção. Se não tem sintomas não tem um dos factores fundamentais na difusão do virus: a tosse!

Os autores do estudo alguma vez afirmam tal grandiosidade “propagam mais”? Não! Claro que não. Fazem afirmações neutras “Não devemos descurar as crianças como potenciais propagadores” com palavras redondas como “potenciais” e “descurar” que não dizem nada, porque sabem que 49 casos não tem qualquer relevância estatistica para justificar destruir a saude mental e a educação de milhões. Os jornalixos, por sua vez, estão-se a marimbar, desde que dê cliques.

Apenas mais abuso jornalistico com pseudo ciência.

Updated 19 Aug 2020, 21:47

They found that of total of 3,410 people, 127 became infected. 126 of them were infected by symptomatic people and only one by an asymptomatic person. One! And to infect that one person, the asymptomatic group had to have close contact with 305 other people.
Still, governments test like fools people with no role to play.

Also mentioned: secondary attack rate was highest in household setting. It’s like forcing people indoors does spread an infection

De 3410 pessoas seguidas, 127 foram infectadas. 126 por pessoas com sintomas, e apenas UM por uma pessoa sem sintomas. E para conseguir infectar um, teve de ter contacto com 305.
Continua-se a testar sem critério pessoas sem sintomas por razão nenhuma!
A infecão muito mais rapida em ambientes fechados. Confinar tem o potencial de acelerar uma infecção destas.

https://www.acpjournals.org/doi/10.7326/M20-2671

Updated 19 Aug 2020, 16:52

Facebook Backup August 2020

Inqualificável. Abjecto.

Um “jornal” faz “noticia” de uma bébe que morreu de uma deficiencia cardiaca gravissima. Como? Mencionando no titulo uma infecção irrelevante para esse resultado.
Mesmo com explicação detalhada na conferencia de imprensa da causa clinica de morte, que foi choque séptico.

Uma frase a dizer que foram precisos 6 meses de uma infecção “perigosissima” para associar a primeira morte de uma criança? Desnecessário.

Menção a mais de uma dezena de crianças na faixa etária que morreram este ano? Não vende medo.

Paz á sua alma. Da criança. Do Jornalismo.

Inqualificável. Abjecto.

Um “jornal” faz “noticia” de uma bébe que morreu de uma deficiencia cardiaca gravissima. Como? Mencionando no titulo uma infecção irrelevante para esse resultado.
Mesmo com explicação detalhada na conferencia de imprensa da causa clinica de morte, que foi choque séptico.

Uma frase a dizer que foram precisos 6 meses de uma infecção “perigosissima” para associar a primeira morte de uma criança? Desnecessário.

Menção a mais de uma dezena de crianças na faixa etária que morreram este ano? Não vende medo.

Paz á sua alma. Da criança. Do Jornalismo.

Facebook Backup August 2020
Facebook Backup August 2020

Emergencias em Milão colapsadas por causa da gripe. Muitas operaçõs adiadas. Unidades de cuidados intensivos cheias e com doentes recusados.
Data da noticia? 10 Janeiro 18.

Mas acreditem, nunca se tinha visto nada parecido na Itália a Março e ao Covid…. nada, nada, nada. Nem a memória Humana é altamente falivel, não. Mas destruir paises era fundamental.

https://milano.corriere.it/notizie/cronaca/18_gennaio_10/milano-terapie-intensive-collasso-l-influenza-gia-48-malati-gravi-molte-operazioni-rinviate-c9dc43a6-f5d1-11e7-9b06-fe054c3be5b2.shtml

Manipulation at the highest level. No mention whatsoever of actual risk, of informing people of the actual risk. The government advised to use the hardest propaganda and scare tactics to deal with a virus like thousand others. No surprise people are scared and the country destroyed.
Did they consider threatening people about unemployment and food shortages coming?
______

O governo do UK foi aconselhado a usar propaganda de medo e pressão social para induzir panico na população de forma a cumprir medias sem o mais remoto indicio cientifico de eficácia!
Os decisores acreditam que reduzir o custo de telefone ajuda as pessoas mais necessitadas da sociedade, como trolhas, empregados limpeza, agricultores!!

“[…]
A substantial number of people still do not feel sufficiently personally threatened; . The perceived level of personal threat needs to be increased among those who are complacent, using hard-hitting emotional messaging.
[….]
Consideration should be given to use of social disapproval but with a strong caveat around unwanted negative consequences.
[….]
Especially those who are already disadvantaged, e.g. those in rented accommodation and those working in precarious employment. Reducing costs of phone calls, data downloads etc. by ‘responsibility deals’ or government subsidies should be considered.
[…]”

These people consider that the DISADVANTAGED would be ok with cheap data plans, who cares about food and salary? What a farmer, a cleaner or a construction worker unable to work needs is cheap data plans! What a ridiculous middle class bias from total alienation of the world! Those were the people making decisions that destroyed millions of jobs

From SAGE recomendations document at the growing phase of lockdown histeria.
https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/882722/25-options-for-increasing-adherence-to-social-distancing-measures-22032020.pdf

Updated 19 Aug 2020, 12:22
Andre Dias updated his status.

“Mas se não usas máscaras, porque usas cinto/capacete/vacinas?”

Nem os capacetes nem os cintos violam nenhum direito básico expresso na constituição. Não violam o elemento central da identidade e do corpo: A FACE.

Os cintos, os capacetes, as vacinas TEM PROVA CIENTIFICA EXTENSA DA SUA EFICÁCIA. As máscaras não tem a mais remota prova de eficácia enquanto medida de saúde pública.

As vacinas NÂO SÃO OBRIGATÓRIAS em PT, e ainda que fundamentais na saúde pública são apenas aconselhadas. Se isso não diz a aberração que a imposição do uso de máscara……

O uso do cinto e capacete só é necessario para actividades não essenciais, logo voluntário no sentido lato. Ao contrário da mascara que é obrigatória para comprar comida e aceder a (contratos) serviços essenciais como água e luz. O uso de tais equipamentos é para AUTO PROTEÇÃO, não por méritos de sáude publica, cada um tem o direito de não fazer determinada actividade ou de mudar de emprego se não concordar.

A imposição do uso de máscaras viola o direito à integridade fisica e à identidade. O elemento de identidade central na sociedade e no desenvolvimento psiquico é a face. Tanto que mesmo com a obrigação vingente de uso de máscara, nas renovações de CC e passaporte é ordenado que seja retirada para a fotografia. O elemento central de identidade na lei é a face, essa identidiade é mandatada pela lei ser ocultada, destruida. Uma violação da constituição, uma contradição insanavel.

Da inconstitucionalidade de imposição de medidas sem fundamento científico e com destruição de direitos.
Updated 19 Aug 2020, 00:22

Facebook Backup August 2020

Em tempos, na agricultura de subsistência do norte do país, em que cada folha de couve era fundamental na alimentação de pessoas miseráveis, as vacas usavam cofinhos. No focinho durante a lavoura das boiças ou enquanto eram levadas de um terreno para o outro, impediam as línguas lampeiras dos bovinos de se lançarem às couves, às videiras ou mesmo a erva que era preciso guardar para o inverno. Cada folha contava, cada vaca era a fonte de alimento.

Hoje foram impostos aos humanos para não usarem a língua, a exigir os seus direitos.

Em tempos, na agricultura de subsistência do norte do país, em que cada folha de couve era fundamental na alimentação de pessoas miseráveis, as vacas usavam cofinhos. No focinho durante a lavoura das boiças ou enquanto eram levadas de um terreno para o outro, impediam as línguas lampeiras dos bovinos de se lançarem às couves, às videiras ou mesmo a erva que era preciso guardar para o inverno. Cada folha contava, cada vaca era a fonte de alimento.

Hoje foram impostos aos humanos para não usarem a língua, a exigir os seus direitos.

Facebook Backup August 2020
Facebook Backup August 2020
Facebook Backup August 2020
Facebook Backup August 2020
Facebook Backup August 2020

Um conto de terror de ignorância e manipulação de quem tem dever ético de proteger. Malta.
Malta não tem mortos desde 29 de Maio (fig1). O número de casos estava absolutamente estável em zero desde então (fig2).
Depois começam a testar feitos loucos, dos niveis mais elevados do mundo (fig3).

A classe médica que tem dever de saber, dever de cuidar, decide fazer GREVE para exigir medidas mais duras com base em tal aberração (fig 4). Não só causam dano aos que prometem cuidar – com a greve – como exigem medidas sem qualquer base cientifica para parar uma infecção que não existe – falsos positivos – nem tem risco relevante.

O governo cede e começa com medidas idiotas (fig 5)

Assim, uma espiral de medo e ignorância alimenta medidas com consequencias desastrosas.
_______________

A tale of ignorance and destruction from those that have a duty to protect. Malta.
Since the 29th Malta had no deaths (fig1). The number of “cases” was also stable at 0 (fig2). Then for some reason they started to test like mad people (fig3).

The medical doctors started industrial action demanding stronger and new measures based on such non sense numbers (fig4). With that not only they they harm to those they promise to protect – some care delayed – but demand actions without any scientific evidence for an infection that does not exist – those are essentially false positives – and has nevertheless irrelevant risk.

The government caves in and starts idiotic laws (fig5).

A feedback loop of fear and ignorance amplifying actions that destroy the lives of millions.

Facebook Backup August 2020

A eterna racionalidade Sueca. Até que a horde perceba a sepultura que cavou.

Mortalidade total na Suécia desde o inicio do ano, ajustada ao crescimento da população. Zero impacto da pandemia de medo. 100% de racionalidade. Comida e emprego.

Sweden, the never ending rationality. Always repeated, till people realize the grave they dug for themselves.

Total mortality in Sweden since the start of the year, adjusted by population growth. No impact from the fear pandemics. 100% rational decisions. Employement and food available.

A eterna racionalidade Sueca. Até que a horde perceba a sepultura que cavou.

Mortalidade total na Suécia desde o inicio do ano, ajustada ao crescimento da população. Zero impacto da pandemia de medo. 100% de racionalidade. Comida e emprego.

Sweden, the never ending rationality. Always repeated, till people realize the grave they dug for themselves.

Total mortality in Sweden since the start of the year, adjusted by population growth. No impact from the fear pandemics. 100% rational decisions. Employement and food available.

Facebook Backup August 2020

Ainda mais nojo do Observador.

Depois de publicarem uma noticia sobre a criança de 11 anos “morreu com covid. Não tinha patologias prévias”, vieram agora com a autópsia modificar a mesma noticia para aquilo que se confirma e é muito óbviamente o esperado “não morreu de covid”.
Sem fazerem qualquer pedido de desculpa, sem publicar nova noticia a corrigir e admitir terem espalhado rumores.
O próprio endereço da noticia mantem o titulo original……..

A opinião do Observador tem sido diversa, mas a redação tem sido uma autentica nódoa, incapazes de publicar qualquer contraditatório e eles próprios geradores de coisas abjectas como esta a alimentar medo sem fim

(Obrigado ao Henrique Pereira dos Santos)

Ainda mais nojo do Observador.

Depois de publicarem uma noticia sobre a criança de 11 anos “morreu com covid. Não tinha patologias prévias”, vieram agora com a autópsia modificar a mesma noticia para aquilo que se confirma e é muito óbviamente o esperado “não morreu de covid”.
Sem fazerem qualquer pedido de desculpa, sem publicar nova noticia a corrigir e admitir terem espalhado rumores.
O próprio endereço da noticia mantem o titulo original……..

A opinião do Observador tem sido diversa, mas a redação tem sido uma autentica nódoa, incapazes de publicar qualquer contraditatório e eles próprios geradores de coisas abjectas como esta a alimentar medo sem fim

(Obrigado ao Henrique Pereira dos Santos)

O desespero de uma pessoa muito inteligente que sabe, estuda e tenta avisar desde o primeiro momento do buraco que estão a cavar. Parece um filme, mas não é, é a vossa vida.

Michael Levitt tem sido incansável na sua análise de dados, rigoroso e de uma ética inquestionável e neste video compreende-se um pouco o desespero que tem vivido, sabendo da sua incapacidade de parar a loucura.

(a legenda do video está errada, M Levitt não é professor de medicina. Não faço a mais remota ideia quem é o Osmar Terra muito menos qq filiação politica, nem apoio qq posição ao partilhar o video com legenda PT dele)

https://www.facebook.com/DeputadoOsmarTerra/videos/740955556690591/UzpfSTExOTg3ODQ1ODE6MTAyMjM5NzQwOTEyNzg5ODQ/?comment_id=10223974662693269&reply_comment_id=10223974689533940&notif_id=1597685111878675&notif_t=mentions_comment

Updated 17 Aug 2020, 19:00

https://www.israelnationalnews.com/News/News.aspx/285341

“That is why all over the world they prefer to claim that [Sweden] was wrong. But in the end, the truth came to the surface. In a world where decision makers, their advisers and the media were able to admit their mistake and the initial panic that gripped them, we would have long since returned to routine. The ongoing destruction due to the inability to admit this mistake, despite the epidemic’s small mortality numbers, is outrageous. History will judge the hysteria.”

Updated 17 Aug 2020, 12:34

Data release from NHS England showing that on April 2nd only 50,871 hospital beds in England were occupied out of a total of 141,000, not including the Nightingales. Crisis? Holiday?

While millions where being forced to not work and figure out where their next salary would come from.

https://www.england.nhs.uk/statistics/statistical-work-areas/covid-19-hospital-activity/

Updated 17 Aug 2020, 12:32

Em Janeiro, para 80.917 pacientes o prazo de espera aceitável para uma operação já tinha sido ultrapassado.
Apesar de em Fevereiro o mesmo indicador ter diminuído, a partir daí foi sempre a aumentar: em Março 81.448 doentes estavam já fora do tempo de espera aceitável; no mês seguinte já eram 95.600 nesta situação e em Maio 103.912 pacientes, o que mostra a tendência crescente ao longo dos meses.

Grande resultado! Tanta saúde! Para impedir um suposto entupimento do SNS, fecha-se o tasco. É como alguém se suicidar com medo de morrer…

(David Magalhães)

https://executivedigest.sapo.pt/covid-19-ha-242-mil-doentes-a-espera-de-cirurgias-para-100-mil-ja-passou-o-prazo-clinicamente-aceitavel/

Updated 17 Aug 2020, 10:06
Andre Dias updated his status.
Andre Dias updated his status.
Se era preciso mais prova que os assintomaticos não interessam para nada, como nunca interessaram na história de epidemiologia, basta ver a percentagem elevada dos ditos na Europa (>90% actualmente) e o radical contraste com as mortes e taxa de crescimento (ou melhor redução) da infecção. Assintomáticos só contribuem para: medo.

“Masks work, doctors have been using them for a century and all doctors can’t be wrong” “That’s why you see doctors using them in theater”

Even If one completly ignores the obvously falacy of comparing hospital to comunity use – in hospital there is a strict protocol, certified masks and a sterile environment already.

Do masks really play any significant role in preventing infection in hospital?

Well, it appears that evidence says “maybe not”. Maybe doctors have been using them out of pure ritual. Maybe that same ritual can’t be accepted, defended much less imposed when fundamental rights are at play.

——————————
“As mascas previnem infecção, os médicos usam há 1 século e não é possivel que estejam todos errados” “Por isso é que se veem cirurgiões a usar mascaras no bloco”

Se ignorarmos completamente o erro que é comparar uso hospitalar com uso comunitário – no hospital há regras rigidas, mascaras certificadas e um ambiente estéril.

As máscaras cirurgicas contribuem mesmo para a redução de infecção?

Talvez não. Talvez os médicos usem máscara por ritual. Talvez seja péssima ideia aceitar o mesmo ritual, defender ou muito menos impor tal ritual quando viola direitos constituicionais.
——————————-

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/8850864/ – clinical data suggests that the present generation of masks does not protect staff either from airborne bacteria. Surgeons and other theatre personnel consider wearing face masks a nuisance but feel it is the “thing to do”

https://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.1177/0310057X0102900402 – including masks, have insignificant impact from an infection control viewpoint. A decision to eliminate masks would generate much discussion. The evidence for discontinuing the
use of surgical face masks would appear to be stronger than the evidence available to support their
continued use.

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/16295987/ – From the limited results it is unclear whether wearing surgical face masks results in any harm or benefit

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20524498/ – No significance difference in the incidence of postoperative wound infection

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/25294675/ – found four studies based on 6.006 patient, None of the four studies found a difference in the number of post-operative infections

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/14562656/ – Currently there is little evidence that wearing a surgical mask provides sufficient protection

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/2766345/ – Wearing of caps and masks not necessary during cardiac catheterization

https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/20575920/ – Surgical site infection rates did not increase

https://journals.sagepub.com/doi/10.1177/089686080002000320

https://anesthesiology.pubs.asahq.org/article.aspx?articleid=2085803 – Anesthesia personnel are no longer required to wear disposable face masks in the operating room,

Updated 16 Aug 2020, 12:32

Facebook Backup August 2020

How to instruct people to let others die, blaming a trivial virus. Even better if you suffocate them with a towel. Stop this madness!

Como instruir pessoas a abandonar à morte quem precisa de atenção urgente. Melhor, apressem a morte com uma toalha!

How to instruct people to let others die, blaming a trivial virus. Even better if you suffocate them with a towel. Stop this madness!

Como instruir pessoas a abandonar à morte quem precisa de atenção urgente. Melhor, apressem a morte com uma toalha!

Andre Dias updated his status.

On July 25, the French Government changed the rules on testing. Before, the only way to avoid paying for a standard PCR test was to get a prescription from your doctor.
But after the rule change, anyone could get a test free of charge. Not surprisingly, the number of people getting tested jumped – more than 600,000 people in the past week – and case numbers duly increased.
That is how one makes a second wave. This is how you destroy the lives and vacation of millions when the UK government, unable to do simple maths, takes France off the green list.

O Governo Frances mudou as regras de teste. Antes, apenas com receita médica eram gratuitos. Depois da mudança, qualquer pessoa pode fazer o teste sem custos. Obviamente o numero de testes disparou – 600,000 numa semana – e obviamente o numero de positivos encontrados.
Assim se fabrica uma segunda vaga.

Facebook Backup August 2020

Now the UK gov acknowdleges that test numbers are rubbish as well, after admiting death count was rubbish.
This is the quality of statistics that lead to the destruction of countries, lives and mental health.Governo UK admite que os dados de testes são lixo, depois de ter admitido que os dados de mortos são lixo.
Foi com base em estatistica deste calibre que se destruiram paises, vidas e a saúde mental.

Now the UK gov acknowdleges that test numbers are rubbish as well, after admiting death count was rubbish.
This is the quality of statistics that lead to the destruction of countries, lives and mental health.

Governo UK admite que os dados de testes são lixo, depois de ter admitido que os dados de mortos são lixo.
Foi com base em estatistica deste calibre que se destruiram paises, vidas e a saúde mental.

Facebook Backup August 2020
Facebook Backup August 2020

Afinal basta pedir à santinha. Porque razão então a destruição de direitos constituicionais? Porque condenar uns 50% da região ao desemprego?

Assim se vê os critérios objectivos e cientificos que governam a decisão publica: nenhum.
Onde está a separação do estado e da Igreja? Agora o estado depende dos favores divinos na promoção dos seus deveres?

Um politico tão capaz de violar direitos, facilmente explicará então qual é a excepção na lei que permite os celebrantes e coro não terem máscara? Ou é lei para uns, bolotas para outros?

Facebook Backup August 2020

Com o potencial apertar do garrote aos nossos direitos, fica a indicação que estamos isentos do uso de máscara “perante declaração médica que ateste que a condição clinica não se coaduna com o uso de máscara”.

Todos os médicos tem o dever ético de a facultar, perante a absoluta falta de prova cientifica da eficácia de tal medida e da primazia absoluta do principio clinico “Primum non nocere” ( primeiro não prejudicar, em caso de dúvida não se faz)

Perante a recusa de estabelecimentos em aceitar a declaração deve-se recorrer imediatamente à autoridade

Declaração Médica

Ao Abrigo do decreto Lei 02 24 A /2020 Publicado no Diário da República 0.0 105/2020, 12 Suplemento, Série I de 2020-05-29
Eu NOME DO MEDICO, médico com a Cédula Profissional N2 00000, emitida pela Secção X da Ordem dos Médicos, declaro que:

NOME DA PESSOA ASSEDIADA, nascido em 00/00/0000, portador do Cartão de Cidadão N2 000000 OXXO, corn validade até 00/00/0000, está dispensado do uso de máscara ou viseira, por motivos clinicos, segundo a letra da Lei, em particular o artigo n2 6 b) do referido Decreto, que aqui se cita:
6 – A obrigatoriedade referida nos n.os 1 e 3 é dispensada mediante a apresentação de: b) Declaração médica que ateste que a condição clínica da pessoa não se coaduna com o uso de máscaras ou viseiras.

Por ser verdade e a pedido do próprio, passo a presente declaração que dato e assino.

Data
Assinatura

Com o potencial apertar do garrote aos nossos direitos, fica a indicação que estamos isentos do uso de máscara “perante declaração médica que ateste que a condição clinica não se coaduna com o uso de máscara”.

Todos os médicos tem o dever ético de a facultar, perante a absoluta falta de prova cientifica da eficácia de tal medida e da primazia absoluta do principio clinico “Primum non nocere” ( primeiro não prejudicar, em caso de dúvida não se faz)

Perante a recusa de estabelecimentos em aceitar a declaração deve-se recorrer imediatamente à autoridade

Declaração Médica

Ao Abrigo do decreto Lei 02 24 A /2020 Publicado no Diário da República 0.0 105/2020, 12 Suplemento, Série I de 2020-05-29
Eu NOME DO MEDICO, médico com a Cédula Profissional N2 00000, emitida pela Secção X da Ordem dos Médicos, declaro que:

NOME DA PESSOA ASSEDIADA, nascido em 00/00/0000, portador do Cartão de Cidadão N2 000000 OXXO, corn validade até 00/00/0000, está dispensado do uso de máscara ou viseira, por motivos clinicos, segundo a letra da Lei, em particular o artigo n2 6 b) do referido Decreto, que aqui se cita:
6 – A obrigatoriedade referida nos n.os 1 e 3 é dispensada mediante a apresentação de: b) Declaração médica que ateste que a condição clínica da pessoa não se coaduna com o uso de máscaras ou viseiras.

Por ser verdade e a pedido do próprio, passo a presente declaração que dato e assino.

Data
Assinatura

Updated 15 Aug 2020, 14:04

A maioria da população ja entendeu o buraco que cavou. Mas agora está refém de tiranetes que nunca admitirão os erros, nem que actuaram unicamente a mando da sede de poder. Não é só em Reguengos.

https://observador.pt/especiais/lar-de-reguengos-funcionarias-e-familiares-fazem-relatos-de-caos-e-terror-houve-ali-muita-negligencia/

Updated 15 Aug 2020, 12:37
Andre Dias updated his status.

Conservatória do registo civil de uma pequena vila
– boa tarde, preciso de renovar o passaporte
– tem marcação?
– marcação? Não. Que é isso?
– tem de marcar para o fazer.
– não está aqui ninguém. Podemos fazer já que vim de propósito?
– não, tem de telefonar a marcar
– de me o número p.f.
Caminha 3 m para fora da porta
– estou, boa tarde, falei consigo há 5s, posso marcar uma renovação passaporte?
– sim, claro. Quando?
– o mais rápido possível
– as 14:30, pode? ( daí a 8 minutos)
– sim. Obrigado
Caminha 2m até porta.
– boa tarde, não está ninguém posso fazer o passaporte mais cedo 8min?
– sim
Começa a caminhar os restantes metros até balcão.
– tem de usar máscara!
-ok
Entrega passaporte antigo.
– pronto, tire a máscara e ponha-se em frente a máquina aí ao lado

Assim se destroem serviços, assim se faz de conta que se protege, assim se alimenta medo.
Pantomina deprimente que vivemos!

Nao sei o que é mais grave: não ler um relatório que aponta claramente o colapso total de cuidados por medo, e a atribuição de mortes por desidratação a um vírus. Se a tentativa de minimizar o impacto do vírus nas únicas populações e locais realmente afectadas pelo vírus.
Isto é demasiado mau!
Isto adicionado a medidas inconstitucionais e um PR silencioso é colapso total do estado democrático.

https://observador.pt/2020/08/15/ministra-admite-que-nao-leu-relatorio-sobre-surto-em-lar-de-reguengos-e-desvaloriza-impacto-da-pandemia-em-lares-de-idosos/

Updated 15 Aug 2020, 11:26
Andre Dias updated his status.
Dos direitos constitucionais! Todos os que se sentem afectados, leiam.
Onde se lê “não tinha casos” creio que deve ler se “não tinha mortos” aquando da declaração de e emergência

Como é que as autoridades sanitárias dos Açores continuam a ser autoridades? Perante 2 casos de prisão ilegal anulada pelo tribunal e uma decisão do tribunal constitucional, deviam ter sido demitidos e com eles todos a hierarquia politica que assim decidiu. Mas o PR “não comenta”.

https://expresso.pt/coronavirus/2020-08-14-Covid-19.-Tribunal-volta-a-ordenar-libertacao-de-passageiros-em-quarentena-nos-Acores

Updated 14 Aug 2020, 20:01
Facebook Backup August 2020
Facebook Backup August 2020

Assim se fabrica “um aumento de casos”, assim se impoe mais violações a direitos básicos, sem a mais remota análise estatistica.

Espanha, França, Alemanha. Todos nas noticias sobre novas “vagas” sobre algo assustador a acontecer. Mais “casos” e mais “casos”, números sem contexto sem fim.

O que está a acontecer? Mais testes. Mais testes com uma margem de erro, mais falsos positivos. Mais vidas destruidas. Menos direitos….

Mas é para salvar vidas, certo? Errado. A mortalidade está em niveis irrelevantes, ruido de fundo na mortalidade diária, no tique taque da vida.

Que nojo.
Onde está a ética jornalistica?

“O óbito aconteceu na sala de cirurgia, uma vez que a criança estava a ser tratada de urgência por sofrer de dor abdominal aguda, que originou uma isquemia intestinal e perfuração gástrica, de acordo com o Diari de Tarragona.”

Updated 14 Aug 2020, 18:02

“One could expect that each country would conduct a detailed review of its own situation, and make decisions based on that”

Decisions on how to handle the corona infection were simply based on political criteria, with the most determinant one being what the neighbouring countries were doing. A medieval mob at the helm of all the countries, making irrational decisions without the slightest regard for consequences.

As decsiões de destruir paises foram guiadas por critérios politicos, com o mais forte a ser unicamente o que paises vizinhos tinham feito. Uma horde medieval a comandar paises, a tomar decisões irracionais sem a mais remota consideração pelas consequencias.

https://liu.se/en/news-item/oecd-landernas-politiker-tar-efter-varandra

Updated 14 Aug 2020, 11:21

Facebook Backup August 2020

It’s been 12 days since the demonstration in Berlin, without social distancing, without masks, for freedom. The period of incubation is now gone. If the dominant theory was correct we should have seen 10 000 cases by now. Not the slightest hint.
This is not the first demo without consequences, it’s been hundreds.
Why are people and countries insisting on absurd measures?Passaram 12 dias desde a manifestação em Berlim contra medidas, sem distanciamento, sem máscaras. Se a teoria dominante fosse verdadeira teriamos tido 10 000 casos agora que acabou o periodo de incubação. Onde estão?
Este não é exemplo unico, houve centenas de manifestações sem impacto na infecção.
Porque continuam ignorantes e politicos a insistir em medidas idiotas?

It’s been 12 days since the demonstration in Berlin, without social distancing, without masks, for freedom. The period of incubation is now gone. If the dominant theory was correct we should have seen 10 000 cases by now. Not the slightest hint.
This is not the first demo without consequences, it’s been hundreds.
Why are people and countries insisting on absurd measures?

Passaram 12 dias desde a manifestação em Berlim contra medidas, sem distanciamento, sem máscaras. Se a teoria dominante fosse verdadeira teriamos tido 10 000 casos agora que acabou o periodo de incubação. Onde estão?
Este não é exemplo unico, houve centenas de manifestações sem impacto na infecção.
Porque continuam ignorantes e politicos a insistir em medidas idiotas?

“The new methodology for counting deaths means the total number of people in the UK who have died from COVID-19 comes down from 46,706 to 41,329 – a reduction of 12%.

And figures for deaths in England for the most recent week of data – July 18th to 24th – will drop by 75%, from 442 to 111.

Under the old PHE system, 2,086 deaths were reported in England in July by date of death, with the 28 days cut off this number is 574 – nearly a quarter of what was previously reported.”

And still, rules for wearing clown faces were introduced in July on the back of “deaths”. Now the “deaths” have been wiped, and the rules……. stay? End this pantomine now!

https://www.cebm.net/covid-19/public-health-england-death-data-revised/

Updated 13 Aug 2020, 12:12

Assustador. Não foi suficiente prender milhões de pessoas por causa de 4 “casos” (!) agora avançam para campos de concentração.

Assustador. Qualquer frase critica de alguém com poder e surge um caso na rua, no emprego, na loja e o critico é obrigado a fazer um teste que tem uma probabilidade alta de dar positivo. Depois, depois colocado em quarentena em “infraestruturas”……. até dar negativo……..

Assustador quão próximo de 1930 tudo isto se torna dia após dia.

https://www.newshub.co.nz/home/new-zealand/2020/08/coronavirus-all-new-zealand-s-confirmed-covid-19-cases-to-be-put-in-quarantine-facilities-from-now-on.html

Updated 13 Aug 2020, 11:18

“A segunda vaga” “Olhem para Espanha, França, xxxx” “É preciso fazer agora para não haver no inverno”

O que se passa afinal? Está a infecção a resurgir? Ou unicamente mais testes absurdos a fazer aumentar números de supostos “doentes” assim classificados ao arrepio de séculos de prática médica, sem sintomas, sem serem doentes.

Não se passa nada em termos epidemiológicos, a infecção está completamente parada! Quem se mexe são politicos incompetentes a quem o bem comum nada importa e apenas vivem de “mostrar que fazem” a gastar milhões em testes ridiculos para ver a cor das cuecas de uma infecção banal.

Politicos sem noção de ética que colocam a sobrevivencia politica acima do bem estar dos seus eleitores, ignorantes que alimentam medo sem fim, mesmo que isso signifique deixar morrer os que prometem proteger de sede.

https://www.facebook.com/TheFatEmperor/videos/2577981382465713/

Updated 13 Aug 2020, 11:12

Last week of July. England.

Number of deaths from the flu: 928
Number of deaths from Covid: 193
Number of prevention measures for the flu: 0
Number of so called prevention for Covid: clown show.

End this pseudo protection, it’s killing people

https://www.ons.gov.uk/peoplepopulationandcommunity/birthsdeathsandmarriages/deaths/bulletins/deathsregisteredweeklyinenglandandwalesprovisional/weekending31july2020

Updated 12 Aug 2020, 14:12

Facebook Backup August 2020

O Brasil.
“Já viram o que se passa no Brasil? Também pensavam xxxxxx””100 000 mortos de covid no Brasil. Uma catastrofe/fim do mundo/hecatombe”

“No Brasil também não fizeram xxxxx, e agora é ver o que está a acontecer”

O que acontece no Brasil?
Mortalidade perfeitamente normal, com pequenos desvios para 2019, com redução mesmo nos meses mais recentes.
Substituição óbvia de mortos atribuidos a outras causas respiratórias, agora classificados como covid.
No Brasil, passa-se o mesmo que no resto do mundo: Incompetencia, medo e jornalixo oportunista.

https://transparencia.registrocivil.org.br/especial-covid

O Brasil.
“Já viram o que se passa no Brasil? Também pensavam xxxxxx”

“100 000 mortos de covid no Brasil. Uma catastrofe/fim do mundo/hecatombe”

“No Brasil também não fizeram xxxxx, e agora é ver o que está a acontecer”

O que acontece no Brasil?
Mortalidade perfeitamente normal, com pequenos desvios para 2019, com redução mesmo nos meses mais recentes.
Substituição óbvia de mortos atribuidos a outras causas respiratórias, agora classificados como covid.
No Brasil, passa-se o mesmo que no resto do mundo: Incompetencia, medo e jornalixo oportunista.

https://transparencia.registrocivil.org.br/especial-covid

Andre Dias updated his status.

Este é um relato. De milhares que são o dia a dia. É isto que estamos a fazer a quem mais precisa de ser protegido: condenar a mortes indignas. Muitos estamos a condenar à morte, ponto final.
Parem com a palhaçada, acabem com usos idiotas de mascaras inúteis, com publicações de números sem contexto, abram-se os hospitais, centros de saúde, lares e centros de dia. Abra-se o país para a vida, já chega de morte, já chega de pseudo “protege-se a si e aos outros”.

Relato de Marta Conceição

“O meu sogro faleceu hoje.

Privado de um último adeus da família, passou a última semana num hospital frio que negou qualquer tipo de despedida da família.

Não morreu de COVID 19.
Não há casos de COVID 19 há semanas em Mirandela.
Há um hospital com camas vazias, à espera de uma vaga epidémica que teima em não chegar.

Mas por causa da epidemia, que não existe naquela zona, a família não foi autorizada a dar o último abraço, o último toque na mão, nem mesmo um último olhar através de um vidro ou vídeo chamada.

Regras, dizem. Mesmo que todos os familiares estejam sem o vírus.

O Meu Sogro faleceu sozinho, sem a despedida da sua companheira de uma vida, sem o seu último abraço de amor.

Desumano é pouco. Não chega para qualificar este acto de um sistema surdo e cego.

Não se faz.

O Mundo paralisa perante uma “ epidemia “ e as outras mortes vão-se sucedendo sem piedade, escondidas e privadas do afecto das famílias, num acto de profundo desrespeito por um dos momentos mais dignos do ser humano – a Morte

Há mais vidas para além do COVID.

Há mais mortes para além do COVID.

Mas o Mundo sucumbe à insanidade crescente, reverenciando Medo de viver e de morrer com dignidade…”

A newly released government report from the ONS and other government departments suggests that in the past two months, for every three excess Covid deaths, two more were caused by lockdown. The report is an update of a previous SAGE paper which, back in April, estimated that 200,000 could die from the cost of lockdown.
Now consider that Covid deaths are over counted and being revised down.
End this idiocy now!

Na Inglaterra, de acordo com a ONS (equivalente INE) nos ultimos dois meses por cada 3 mortos em excesso por covid, morreram mais duas pessoas por causa do confinamento. Apenas uma actualização do relatório do SAGE que indicava 200 000 potenciais mortos por causa do confinamento.
Acabem com esta aberração já!

https://www.ons.gov.uk/peoplepopulationandcommunity/birthsdeathsandmarriages/deaths/bulletins/deathsregisteredweeklyinenglandandwalesprovisional/weekending10july2020

Updated 12 Aug 2020, 09:50

Entrevista sobre o estado actual do medo, da irracionalidade do buraco onde nos metemos.
Obrigado Rui Lima

https://www.youtube.com/watch?v=V-wu2k4JRZo

Updated 12 Aug 2020, 09:23

Facebook Backup August 2020

Estes são os criminosos perigosissimos no estado de Victoria na Austrália.
Primeiro era para achatar a curva, depois era só uma mascara, agora são presos com violencia. O crime: tentar viver, sem medo.
Estes são os criminosos perigosissimos no estado de Victoria na Austrália.
Primeiro era para achatar a curva, depois era só uma mascara, agora são presos com violencia. O crime: tentar viver, sem medo.

Facebook Backup August 2020

Gráfico de https://www.facebook.com/pedroalvieira

Mortalidade diária de Portugal versus Suécia.

Portugal destruiu o país e deixa e deixará morrer por falta de cuidados básicos, à sede. A Suécia resolveu o problema.
Os incompetentes em posição de poder colocaram a carreira politica acima do bem comum de Portugal. Na Suécia os politicos deixaram os epidemiologistas resolver um problema epidemiológico.

Mas insistam que agora com as máscaras é que vai ser. Basta insultar todos os que não alinham no rebanho e resolvemos já isto, aquela curva vermelha vergonhosa vai desaparecer com farrapos sujos na fronha. Não importa a falta de prova cientifica, é acreditar! Agora é que vai ser, é só acreditar.
Também era só fechar o país para aplanar a curva, mas não acreditaram, agora é preciso exterminar….. os velhinhos.

Gráfico de https://www.facebook.com/pedroalvieira

Mortalidade diária de Portugal versus Suécia.

Portugal destruiu o país e deixa e deixará morrer por falta de cuidados básicos, à sede. A Suécia resolveu o problema.
Os incompetentes em posição de poder colocaram a carreira politica acima do bem comum de Portugal. Na Suécia os politicos deixaram os epidemiologistas resolver um problema epidemiológico.

Mas insistam que agora com as máscaras é que vai ser. Basta insultar todos os que não alinham no rebanho e resolvemos já isto, aquela curva vermelha vergonhosa vai desaparecer com farrapos sujos na fronha. Não importa a falta de prova cientifica, é acreditar! Agora é que vai ser, é só acreditar.
Também era só fechar o país para aplanar a curva, mas não acreditaram, agora é preciso exterminar….. os velhinhos.

Estudos que não identificaram qualquer efeito relevante do uso de máscaras na propagação viral:

https://wwwnc.cdc.gov/eid/article/26/5/19-0994_article -Revisão de multiplos estudos. Não encontrou efeito.

https://www.cebm.net/covid-19/masking-lack-of-evidence-with-politics/ – Centro de medicina baseada em prova da Uni Oxford não encontrou efeito relevante para máscaras de pano.

https://www.uea.ac.uk/about/-/new-study-reveals-blueprint-for-getting-out-of-covid-19-lockdown – Não só não reduzem risco como podem aumentar risco de infecção

https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.03.30.20047217v2 – Revisão Cochrane, referencia fundamental, não encontrou qualquer efeito de uso na comunidade.

https://www.cidrap.umn.edu/news-perspective/2020/04/commentary-masks-all-covid-19-not-based-sound-data
https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMp2006372

https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.04.01.20049528v1
http://www.asahi.com/ajw/articles/13523664
https://bmjopen.bmj.com/content/5/4/e006577

Estudos usados para justificar uso de máscaras:
https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)31142-9/fulltext – Muito citado mas apresenta dados exclusivamente para ambiente hospitalar, e indica resultados “muito fracos”

http://ftp.iza.org/dp13319.pdf#page=28 – Comparação com um unica cidade que aplicou varias medidas ao mesmo tempo.

https://www.pnas.org/content/117/26/14857 – Sem qualquer correção para a evolução natural da doença já em regressão

https://www.healthaffairs.org/doi/full/10.1377/hlthaff.2020.00818 – Sem qualquer correção para a evolução natural da doença já em regressão

A OMS reconheceu na BBC que reviu a recomendação de uso puramente por pressão politica dos paises membros e sem qualquer base cientifica.

Updated 10 Aug 2020, 12:29

O titulo não está correcto, não devia ser “many”, mas sim “majority of”.

Como se viu em Reguengos, como já se tinha visto há meses em Espanha, como se sabe na Lombardia, no UK, em NY as medidas sem base cientifica e perfeitamente medievais tomadas levaram ao abandono no lares. Funcionários mal pagos e mal formados, fugiram com medo e deixaram aqueles que mais precisavam de cuidado. Que morreram de causas tão chocantes como desidratação.

Estes são os casos conhecidos, podem ter a certeza que hoje morrem ao vosso lado os vossos avós, pais, tios exactamente nas mesmas condições. A mortalidade geral no país está em niveis chocantes, 100 pessoas a morrer por dia em excesso.

Enquanto andarem a impor medidas sem fundamento cientifico como máscaras, testes, quarentenas, apenas alimentam o medo. “Se fazem isto é porque ainda é perigoso”. O medo leva a decisões irracionais de auto-protecção, leva a que se abandonem as funções profissionais, sociais. O MEDO MATA. Enquanto o alimentarem estão a matar. Enquanto o alimentarem tem as mãos sujas de sangue, enquanto farsam que tem moralidade e que “protegem os outros”.

O vosso conforto, para alguns que insistem que assim tem que ser, a vossa economia não pode ser conseguida com o sangue daqueles que vos educaram, alimentaram e cuidaram.
A vossa cobardia assente na ignorância total de conceitos epidemiológicos básicos não pode ser tolerada na sociedade.

Temos uma obrigação ética e moral de parar com esta pseudo-proteção sem base racional, e correr para os lares, para os hospitais, para a casa dos nossos familiares e assegurar que são de facto protegidos.

Foi nos lares que ocorreram 50% dos mortos atribuidos ao virus. A Suécia aprendeu e reconheceu logo em Março, os restantes continuam embrenhados no monstro de medo que criaram.

Alguns meios de comunicação social, que durante meses venderam medo, começam a tirar o véu às consequencias do que alimentaram. É muito pouco, mas é fundamental.

https://www.nytimes.com/2020/08/08/world/europe/coronavirus-nursing-homes-elderly.html?smid=fb-share

Updated 10 Aug 2020, 11:45

Como esperado e mais que certo, a confirmação da estratégia. Sem destruir o país, sem abandonar os que realmente precisam de cuidado, sem violar a identidade do povo com açaimes. Exclusivamente com ciência e objectividade racional obtiveram exactamente o mesmo resultado na infeção que as sociedades tomadas por dogmas medievais.

https://www.bloomberg.com/news/articles/2020-08-07/sweden-reports-no-new-deaths-caused-by-coronavirus

Updated 9 Aug 2020, 12:44

https://www.medscape.com/viewarticle/935356?src=wnl_edit_tpal&uac=298827CV&impID=2497403&faf=1

Amputações de membros por complicações de diabetes dispararam na Itália durante as regras absurdas. Surpresa? não. Mais prova que mandar pessoas capazes acobardar em casa só causou dano aos que supostamente estavamos a proteger. Mais prova do absurdo em todo o mundo.

Updated 9 Aug 2020, 09:23
Andre Dias updated his status.
One of the largest studies in the world on coronavirus in schools, carried out in 100 institutions in the UK, has concluded that “there is very little evidence that the virus is transmitted”, according to Professor Russel Viner, President of the Royal College of Paediatrics and Child Health and a member of SAGE. “A new study that has been done in UK schools confirms there is very little evidence that the virus is transmitted in schools,” Professor Viner……The study, done by Public Health England, is due to be published later this year.

O medo mata. Não o vírus.

Como era já evidente há muitas semanas, começa a surgir prova que foi o medo de um vírus de risco banal que matou os que prometemos proteger.
Uma sociedade acobardada mandou as pessoas capazes esconder-se em casa e abandonou em consequência os que dizia proteger.

Isto continua, não foi só em Reguengos. Os nossos pais e avós estão a morrer assim, hoje, aqui ao lado! A mortalidade do país está vergonhosamente alta!

Em vez de reconhecer os erros continua se a brincar a medidas parolas. Em vez de exigir reais ações de proteção dos seus pares, temos um presidente que não comenta o enterro da constituição. Em vez de pensar nos pais e avós temos uma sociedade balofa a insultar e atacar quem clama pelo fim do absurdo letal.

https://sicnoticias.pt/especiais/coronavirus/2020-08-08-Reguengos-de-Monsaraz.-Relatora-do-inquerito-diz-que-maioria-morreu-de-desidratacao

Updated 9 Aug 2020, 07:16

Destruí se um país, deixam se morrer 3300 pessoas, Com justificação em dados com esta qualidade. Sem qualquer ligação a realidade, uma ilusão dos impactos, decisores alheados de dados fidedignos e meios de comunicação incapazes de fazer a mais básica investigação.

https://observador.pt/especiais/homens-gravidos-83-dos-idosos-sem-doencas-e-90-dos-mortos-identificaveis-dgs-cedeu-dados-incompletos-e-com-erros-aos-cientistas/

Updated 8 Aug 2020, 11:54
Andre Dias wrote on André Dias‘s Timeline.

The UK government starts to acknowdlege the obvious: Lockdown will kill more than the virus. It has already killed nearly as many. Bear in mind that the number of deaths attributed to Covid is badly overcounted in England and is going to be reviewed, thus likely the lockdown has now killed as many as the virus.

[…] when morbidity is taken into account, the estimates for the health impacts from a lockdown and lockdown induced recession are greater in terms of QALYs than the direct
COVID-19 deaths. Much of the health impact, particularly in terms of morbidity, will be felt long after the pandemic is assumed to last […]

[…][ The estimates show that 16,000 people had died through missed medical care by May 1st, while coronavirus killed 25,000 in the same period.

The figures include 6,000 people who did not attend A&E at the height of lockdown because of fears they might catch the virus and the feeling they should remain at home because of the “Stay Home, Protect the NHS, Save Lives” message.

Likewise, 10,000 people are thought to have died in care homes due to early discharge from hospital and not being able to access critical care.[…]

Save lives! Stop this madness now!

https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/892030/S0120_Initial_estimates_of_Excess_Deaths_from_COVID-19.pdf

The UK government starts to acknowdlege the obvious: Lockdown will kill more than the virus. It has already killed nearly as many. Bear in mind that the number of deaths attributed to Covid is badly overcounted in England and is going to be reviewed, thus likely the lockdown has now killed as many as the virus.

O governo britanico começa a publicar dados oficiais que demonstram o óbvio: o confinamento vai matar mais que o virus. Tendo em conta que os numeros de covid estão inflacionados na Inglaterra, é muito provável que já tenha matado mais que o virus.

[…] when morbidity is taken into account, the estimates for the health impacts from a lockdown and lockdown induced recession are greater in terms of QALYs than the direct
COVID-19 deaths. Much of the health impact, particularly in terms of morbidity, will be felt long after the pandemic is assumed to last […]

[…]The estimates show that 16,000 people had died through missed medical care by May 1st, while coronavirus killed 25,000 in the same period.

The figures include 6,000 people who did not attend A&E at the height of lockdown because of fears they might catch the virus and the feeling they should remain at home because of the “Stay Home, Protect the NHS, Save Lives” message.

Likewise, 10,000 people are thought to have died in care homes due to early discharge from hospital and not being able to access critical care.[…]

Save lives! Stop this madness now!

https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/892030/S0120_Initial_estimates_of_Excess_Deaths_from_COVID-19.pdf

Updated 8 Aug 2020, 09:43

Facebook Backup August 2020

Tentativas diárias de entrar na minha conta. Suponho que o incomodo que represento seja grande para justificar o tempo investido.
Tentativas diárias de entrar na minha conta. Suponho que o incomodo que represento seja grande para justificar o tempo investido.
Andre Dias updated his status.

Alguém me explica qual a racionalidade de deputados, a maioria acima de 50 anos, que discursam sem mascara numa sala com centenas de pessoas aprovarem (tacitamente) regras que obrigam jovens adolescentes a estar todo o dia com máscara em salas com poucas dezenas?

Há algum estudo que comprove comportamento radicalmente diferente de um virus ultra inteligente?
E se não for pedir muito, qual a excepção legal que tais deputados usam para justificar não usar mascara em locais publicos interiores?

(Não quero que os deputados usem máscara, fazem muito bem. Quer é que os direitos dos jovens sejam respeitados que não tenham de abdicar de um direito constitucional à identidade para receber outro direito constitucional a educação)

Porque continuamos a ter crianças como refens da ignorância?
Porque é que as escolas foram fechadas e em Abril decidido que não voltariam a abrir no ano lectivo? Porque é que há publicação de regras Dantescas impostas a grupos sem risco relevante? Porque é que os professores não são os primeiros a exigir o fim de comportamentos irracionais e a cumprir o seu dever de educar racionalmente?

https://www.ecdc.europa.eu/en/publications-data/children-and-school-settings-covid-19-transmission

Updated 7 Aug 2020, 08:51

Não foi o virus que matou, foram as medidas estupidas de o tratar como diziam os Nostradamus de algibeira. Foi o medo.

Os lares continuam a condenar velhinhos a morrer de solidão. Porquê?

Uma das consequências mais graves é que “vários doentes estiveram alguns dias sem as terapêuticas habituais, por falta de quem as preparasse ou administrasse”

https://expresso.pt/sociedade/2020-08-06-Covid-19.-Lar-de-Reguengos-onde-morreram-18-pessoas-nao-cumpria-orientacoes-da-DGS—relatorio-ja-foi-enviado-para-o-Ministerio-Publico

Updated 6 Aug 2020, 23:39

Alguém mande isto à DGS, como quem lhe diz “parem a acção asinina de testar em larga escala em periodos de baixa prevalencia. Chega de caçar gambozinos”

Large volume screening at a time of low prevalence has the potential to do more harm than good and some of these strategies should be temporarily suspended.

https://www.bmj.com/content/369/bmj.m1808/rr-22

Updated 6 Aug 2020, 23:11
Andre Dias updated his status.
Creio que perante as medidas anunciadas para o novo ano lectivo as familias se devem organizar.
Os miudos devem desobedecer ao uso de mascaras e todas as restrições sanitárias infundadas para obrigar as direções das escolas a tomar decisões ilegais de impedir a entrada dos miudos.
Colocar directores entre espada e parede de decidir entre seguir uma directiva da DGS/Ministério ou violar o direito constitucional à educação.
Não apoio atitudes de retirar as crianças da escola, será mais destrutivo para elas e não gera debate sobre o absurdo. Devemos exigir o direito constitucional acima de tudo, ainda que isso implique correr risco legal.

Facebook Backup August 2020

They are now going to lower the numbers.
But the fear, the destruction the ridiculous measures and laws, the destruction of the country is already done, those who died abandoned will not come back, all on the basis of a fantasy armageddon.
On top of the simulations from Imperial being totally discredited, now the official death count is offiicially rubbish, and still, millions have their freedom courtailed in northern England and Scotland, the politicinas talk of more rights destroyed for a second wave of …. fake numbers.
Stop this clown show now, it’s now 6 months too long.
Admit decisions were made on fear and votes not on science, admit that mistakes were made, reinstate every single right, let children be children now.
They are now going to lower the numbers.
But the fear, the destruction the ridiculous measures and laws, the destruction of the country is already done, those who died abandoned will not come back, all on the basis of a fantasy armageddon.
On top of the simulations from Imperial being totally discredited, now the official death count is offiicially rubbish, and still, millions have their freedom courtailed in northern England and Scotland, the politicinas talk of more rights destroyed for a second wave of …. fake numbers.
Stop this clown show now, it’s now 6 months too long.
Admit decisions were made on fear and votes not on science, admit that mistakes were made, reinstate every single right, let children be children now.

Em tempos tivemos um presidente da República. Em tempos havia um constitucionalista de carreira com créditos firmados. Em tempos Portugal era um estado de direito.
Hoje é um estado de cobardes hipocondriacos a comportar-se como baratas tontas sem cabeça, mais preocupados com açaimes que racionalidade ou lei.
Porque razão continua o governo regional no poder? Já agora, o da Republica cujo PM afirmou “Não importa o que diz a constituição”?

https://observador.pt/2020/08/05/marcelo-escusa-se-a-comentar-inconstitucionalidade-da-quarentena-imposta-nos-acores/

Updated 6 Aug 2020, 10:09

Imunidade cruzada em 20 a 50% das pessoas, de outras constipações. A razão pela qual não se encontra serologia acima de 20% e a infecção parada.
Mas continua a previsão de nostradamus que vamos morrer todos na segunda vaga.
Uma constipação, isto é uma constipação, reagimos como uma constipação excepto no medo.

Cross imunity in 20 to 50% of population from other common cold viruses. That is the reason we don’t see more than 20% of antibodies and the infection has stopped.
Guess it is for fun that we keep earing of second wave.
This is a common cold, we react like a common cold, except in the fear induced for no reason.

https://science.sciencemag.org/content/early/2020/08/04/science.abd3871.full

Updated 5 Aug 2020, 21:05
Andre Dias updated his status.

Public Health England is forcing millions to wear masks and readily admits they have no evidence (what a surprise) it makes any difference! Shall we rename it Public Witchcraft England?

Official reply from PHE:
“In June 2020 Public Health England conducted a rapid evidence review on the efficacy of different types of face coverings designed for use in community settings, and the effectiveness of face coverings to reduce the spread of SARS-CoV2 in the community.

The review found evidence from eight laboratory studies that materials commonly used in non-medical masks such as cotton and polyester may block droplets with a filtering efficiency similar to medical masks when folded in two or three layers. This evidence was limited by variations in materials, study design and testing methods, and judged to be weak.

The review identified evidence from epidemiological and modelling studies that mask wearing in the community may contribute to reducing the spread of COVID-19, but again the evidence was limited by study design and quality.

The Government is running a major proactive communications campaign on face coverings to alert the public where they are now required to wear face coverings and educate the public on how to correctly wear one.”

One must love the “major proactive campaign” on the back of a “rapid review, non existant” evidence. Could it be called brain wash?

Not happy having destroyed the lives of innocent people, the dictators are now getting prepared to destroy their belongings in the endless attempt to stop a trivial virus.

https://www.telegraph.co.uk/politics/2020/08/04/councilscan-demolish-contaminated-buildings-new-powers-stop/

Updated 5 Aug 2020, 16:27
Andre Dias updated his status.
Se precisam de algo para assustar mentes que se assustam com tudo, p.ex. virus banais, tentem informar que no estado de Victória na Austrália a policia pode agora entar em casa sem mandato judicial durante a noite. Tenho esperança que assuste milhões para sair do turpor………. mas pouca.

https://www.publico.pt/2020/08/05/politica/noticia/governo-regional-acores-violou-constituicao-prender-passageiros-hotel-1927066

Agora falta analisarem 90% das medidas tomadas à sombra de uma pandemia que ia devastar mas que não fez sequer mover a mortalidade do país. Agora falta assacar as responsabilidades civis e criminais a quem tomou tais decisões.

Constituição estilhaçada na engrenagem do medo, por um presidente da republica que fez carreira como constituicionalista!

Updated 5 Aug 2020, 14:25
Andre Dias updated his status.

Alguém me explica a lei em Portugal?

Como é que um idoso em grupo de risco, que faz questão de usar máscara ao ar livre por isso mesmo, é autorizado a entrar nos HUC e circular entre várias enfermarias para fazer actividade politica? O virus não infecta os internados se vier de sua excelencia? A lei não se aplica ao presidente da república?
Marcelo pode escolher o nivel de risco que quer correr, mas a população de idosos é obrigada a aceitar as regras impostas “para os proteger”?

Com que moralidade proibem os mesmos HUC milhares de familiares de visitarem os seus ente queridos, muitos deles nos ultimos dias de vida, condenados a morrer na solidão?

Não só vivemos numa ditadura sanitária em que nos retiram direitos constitucionais, como os tiranetes exibem orgulhosamente a sua exepcionalidade, exibem orgulhosamente que a lei não é para eles.

Vamos continuar a deixar morrer de solidão aqueles que nos dizem para proteger?

(Nada tenho a opor à visita presidencial, unica e exclusivamente tudo a opor as restrições a todas as outras visitas)

https://www.publico.pt/2020/08/04/sociedade/noticia/julho-mortes-12-anos-covid19-so-explica-15-obitos-1926924

Suponho portanto que sejam convocadas conferencias diárias da DGS para explicar os restantes 98,5%. Suponho portanto que comecem hoje a ser criados grupos de facebook a exigir a quarentena de todos as doenças dos 98,5%. Suponho portanto que comecem a insultar os amigos e familiares que se oponham. Suponho portanto que a vida destes 98,5% não tenha um preço. Suponho portanto que se vão assumir responsabilidades sociais, politicas e criminais.

Updated 4 Aug 2020, 08:42
https://transparencia.sns.gov.pt/explore/dataset/evolucao-das-consultas-medicas-nos-csp/analyze/?sort=tempo&fbclid=IwAR2yYpkWA2y2DeYHJseh3G7hfDFy9VrH6EwspbDGoHcp_0HGdspZtXoJqvk&dataChart=eyJxdWVyaWVzIjpbeyJjaGFydHMiOlt7InR5cGUiOiJsaW5lIiwiZnVuYyI6IlNVTSIsInlBeGlzIjoibm9fZGVfY29uc3VsdGFzX21lZGljYXNfcHJlc2VuY2lhc19xdCIsImNvbG9yIjoiIzY2YzJhNSIsInNjaWVudGlmaWNEaXNwbGF5Ijp0cnVlfSx7InR5cGUiOiJsaW5lIiwiZnVuYyI6IkFWRyIsInlBeGlzIjoibm9fZGVfY29uc3VsdGFzX21lZGljYXNfcHJlc2VuY2lhc19xdCIsInNjaWVudGlmaWNEaXNwbGF5Ijp0cnVlLCJjb2xvciI6IiM4ZGEwY2IifV0sInhBeGlzIjoidGVtcG8iLCJtYXhwb2ludHMiOiIiLCJ0aW1lc2NhbGUiOiJtb250aCIsInNvcnQiOiIiLCJjb25maWciOnsiZGF0YXNldCI6ImV2b2x1Y2FvLWRhcy1jb25zdWx0YXMtbWVkaWNhcy1ub3MtY3NwIiwib3B0aW9ucyI6eyJzb3J0IjoidGVtcG8iLCJmYmNsaWQiOiJJd0FSMnlZcGtXQTJ5MkRlWUhKc2VoM0c3aGZERnk5VnJINkV3c3BiREdvSGNwXzBIR2RzcFp0WG9KcXZrIn19fV0sInRpbWVzY2FsZSI6InllYXIiLCJkaXNwbGF5TGVnZW5kIjp0cnVlLCJhbGlnbk1vbnRoIjp0cnVlfQ%3D%3D
Um sistema de saúde colapsado, não por um virus, mas pelo medo. Assim se condenam 3300 pessoas à morte.
https://transparencia.sns.gov.pt/explore/dataset/evolucao-das-consultas-medicas-nos-csp/analyze/?sort=tempo
Updated 3 Aug 2020, 23:59

The government has restricted movements on millions of people in England: COVID is apparently on the rise. But is it?

Poor interpretation will often lead to errors in decisions about imposing restrictions, particularly if these decisions are done in haste and the interpretation does not account for fluctuations in the rates of testing.

https://www.cebm.net/covid-19/covid-cases-in-england-arent-rising-heres-why/

Yes, politicians and advisers decided to destroy the lives of millions because they decided to test more and are too dumb to know that it leads to more positive results *most false positive*. They are fully responsible for the decisions and the deaths they cause.

Updated 3 Aug 2020, 23:57
Andre Dias updated his status.
Parece que é notícia digna de canal nacional uma subida de 4 mortos em junho em acidentes rodoviários(sai sequer do desvio padrão?). Curioso que os 600 mortos em excesso pelo colapso do SNS não sejam.
Andre Dias updated his status.
Parece que houve uns mortos na ferrovia com mais prioridade que dizer que houve zero mortos de covid. Compreende se, os 15 milhões acabam depressa e mais vale vender medo.
Andre Dias updated his status.
Ficamos pacientemente à espera das manchetes e aberturas de telejornais com a excelente notícia de zero mortos covid hoje. Sentados.

Facebook Backup August 2020

Uma sociedade tomada pela irracionalidade numa foto.

A incapacidade de estimar o risco das acções tomadas no seu esplendor. A destruição de direitos básicos é assente na exigencia e em nome do voto de pessoas que não veem nada de errado nesta foto.

Uma sociedade tomada pela irracionalidade numa foto.

A incapacidade de estimar o risco das acções tomadas no seu esplendor. A destruição de direitos básicos é assente na exigencia e em nome do voto de pessoas que não veem nada de errado nesta foto.

Facebook Backup August 2020

É assim que se manipula a informação.

Os meios de comunicação dizem “New Evidence Suggests Young Children Spread Covid-19 More Efficiently Than Adults”

O que dizem os estudos base?
Dizem
“Our study is limited to detection of viral nucleic acid, rather than infectious virus, although SARS-CoV-2 pediatric studies reported a correlation between higher nucleic acid levels and the ability to culture infectious virus. Thus, young children can potentially be important drivers of SARS-CoV-2 spread in the general population”

E dizem
“mostly under lockdown……Children were more likely to infect household members, perhaps because of the difficulty of successfully isolating children in household settings.”

Ou seja, há uma correlação não comprovada entre o que se mediu (acido nucleico) e a existencia de virus, nem sequer com taxas de infecção realmente medidas, e portanto “potencialmente podem ser”. No segundo que as crianças em confinamento – reparem na parte do confinamento – podem ser mais infecciosas.

O que sai para consumo das massas? Sugere que as crianças são mais infecciosas. Zero cuidado com as ressalvas gigantescas dos estudos.

Manipulação abjecta.

É assim que se manipula a informação.

Os meios de comunicação dizem “New Evidence Suggests Young Children Spread Covid-19 More Efficiently Than Adults”

O que dizem os estudos base?
Dizem
“Our study is limited to detection of viral nucleic acid, rather than infectious virus, although SARS-CoV-2 pediatric studies reported a correlation between higher nucleic acid levels and the ability to culture infectious virus. Thus, young children can potentially be important drivers of SARS-CoV-2 spread in the general population”

E dizem
“mostly under lockdown……Children were more likely to infect household members, perhaps because of the difficulty of successfully isolating children in household settings.”

Ou seja, há uma correlação não comprovada entre o que se mediu (acido nucleico) e a existencia de virus, nem sequer com taxas de infecção realmente medidas, e portanto “potencialmente podem ser”. No segundo que as crianças em confinamento – reparem na parte do confinamento – podem ser mais infecciosas.

O que sai para consumo das massas? Sugere que as crianças são mais infecciosas. Zero cuidado com as ressalvas gigantescas dos estudos.

Manipulação abjecta.

Facebook Backup August 2020

Há várias fotos a circular da manifestação em Berlim. Aglumas não são da manifestação, nomeadamente as que mostram uma ponte e barcos. O Spree é um rio relativamente pequeno, nada com o que se ve nas ditas. Há também algumas da love parade, se houver camiões no meio da multidão não são deste mês.

Não é necessário fazer a mesma falsificação como os media fizeram com o covid (os caixões em Bergamo que eram de um naufrágio p.ex.). Há fotos realistas de Berlim, usem-nas.

Há várias fotos a circular da manifestação em Berlim. Aglumas não são da manifestação, nomeadamente as que mostram uma ponte e barcos. O Spree é um rio relativamente pequeno, nada com o que se ve nas ditas. Há também algumas da love parade, se houver camiões no meio da multidão não são deste mês.

Não é necessário fazer a mesma falsificação como os media fizeram com o covid (os caixões em Bergamo que eram de um naufrágio p.ex.). Há fotos realistas de Berlim, usem-nas.

Andre Dias updated his status.
Devo dizer que gosto especialmente do uso de máscara ao ar livre com cigarro na orelha. Demonstra um conhecimento avancadissimo de risco e intenção honesta de prevenção. Fico à espera de encontrar “conduzir mota de máscara sem capacete” para atribuir o prémio.
Andre Dias updated his status.

Is this the level of absurdity needed for new lockdowns, this time in the north of England? Didn’t we have already enough deaths by dementia and cardiac arrest, are we intending to kill all living creature with any need of continued care?

The Government to imposed a local lockdown on more than four million people due to 14 additional people testing positive? It certainly looks that way.

The ONS infection survey data showing that the number of infected people had risen from 0.05% of the population to 0.07% (still below the level of an epidemic), was based on just 59 people testing positive out of 116,026 swab tests over a six-week period. In the previous period, 45 people tested positive out of 114,674, which means the tipping point for a northern lockdown may have rested on only 14 extra positive tests. That’s well within the confidence interval so it’s perfectly possible that there’s been no increase at all and next week the numbers will fall.

Updated 2 Aug 2020, 10:35

https://www.reuters.com/article/us-germany-protests/thousands-march-in-berlin-against-coronavirus-curbs-idUSKBN24X3RZ

Cidadãos dignos desse nome, na capacidade e a exigir a reposição de direitos fundamentais. Sociedades com sinais de funcionamento, com capacidade de resistir ao colapso quando os políticos são incapazes de o fazer.

Updated 1 Aug 2020, 17:27

Uma das poucas recomendações no caminho certo e com alguma racionalidade da DGS.
Obviamente o jornalista faz questão de mencionar a suposta oposição de “consultores” sem nome, faz questão de escrever toda a peça como sendo uma decisão inaceitável! Que muitos outros países praticamente já não testem ninguém nem levemente referido. Mas claro são estes “profissionais” que tem orgulho de “condicionar a população” para o confinamento.

https://expresso.pt/sociedade/2020-07-31-Covid-19.-DGS-da-ordem-para-deixar-de-testar-os-contactos-de-alto-risco

Updated 1 Aug 2020, 00:01