Os assintomáticos em nada contribuem para a infeção (parte 28 A)

Os assintomáticos em nada contribuem para a infeção (parte 28 A)

Já se começa a tornar aborrecido ter de mencionar tanto estudo sobre a não transmissão por assintomáticos. O pilar dos cavaleiros do apocalipse tem pés de barro, não cozido e mistura com bosta de veado.

Foi publicada uma META-ANÁLISE e ANÁLISE SISTEMÁTICA de 54 estudos, *77.758* PARTICIPANTES, sobre transmissão secundária (a outros membros do agregado) em casa:

Household secondary attack rates were increased from symptomatic index cases (18.0%; 95% CI, 14.2%-22.1%) than from asymptomatic index cases (0.7%; 95% CI, 0%-4.9%),

A transmissão em casa por assintomáticos é apenas 0,7% contra 18% por sintomáticos. Sem sintomas a taxa de infeção é irrelevante e não contribui em nada para a propagação e pode ser mesmo 0%, nada em absoluto (o intervalo confiança é de 0% a 4,9%)

Um estudo do nivel mais elevado que pode haver em ciência com um número muito significativo de participantes e estudos analisados.

https://jamanetwork.com/journals/jamanetworkopen/fullarticle/2774102

Anterior
Próximo