O PM acaba de anunciar que não voltará a haver liberdade

O PM acaba de anunciar que não voltará a haver liberdade

O PM acaba de anunciar que não voltará a haver liberdade
Ao apresentar a bosta colorida de um gráfico que faz depender o “verde” de menos de 120 casos e Rt abaixo de 1, o PM acaba de anunciar ao país que é impossível reaver a vossa liberdade. Na fase de resolução de uma epidemia é IMPOSSÍVEL QUE O RT FIQUE ABAIXO DE 1, ficará obrigatoriamente em 1.

Se houver duas semanas com 1 caso por dia o Rt será 1 e logo a vossa liberdade será coisa do passado.

Estas pessoas são literalmente burras encartadas.

Adicionalmente, a margem de erro de testes, de falsos positivos com a atual corrupção desenfreada de comprar testes será mais que suficiente para não baixar de 120 casos por cem mil.

Abaixo de 1000 por 100k o Rt não tem qualquer valor epidemiologico determinado apenas pelo ruído de pequenos números, um efeito central em estatística. Não passa de uma aberração de lorpas oportunistas que atiram números para seduzir mas que nunca estudaram epidemiologia.

Tudo isto começou com “e preciso salvar o SNS do colapso”. Pois não há agora uma única referência a um único critério hospitalar. Exclusivamente critérios de infeção zero, exterminar o que é IMPOSSÍVEL erradicar. Quando os casos desciam a pique e a narrativa tornou cristalina abjecta, só falavam de UCI. Os números de UCI caíram – surpresa das surpresas – agora já é sobre infeção zero. Daqui a umas semanas será sobre a cor das cuecas do estivador.

Medidas decididas com base na Páscoa. Um critério religioso, a demonstrar a racionalidade de tudo isto: zero. Crença pura. Crença em medidas medievais. Crença em focinheiras. Crença em datas mágicas. Crença em salvação com o sacrifício.

Anterior
Próximo