A ilegalidade sem vergonha

A ilegalidade sem vergonha

A ilegalidade sem vergonha                                                                                          Insatisfeitos com anunciar um estado de emergência 4 dias antes – algo ilegal por a constituição o permitir em caso de calamidade presente, não em caso de calamidade “que aí vem” – em anunciar estado de emergência atrás de emergência sem tentar sequer justificar de tão abjectos. Insatisfeitos de terem um governo a determinar regras que só a Assembleia pode determinar, só esta pode legislar sobre estados de emergência.

Pois temos o governo a anunciar restrições ao direito constitucional de livre movimento no território FORA DO ESTADO DE EMERGÊNCIA! O estado de emergência termina a 31 março, já anunciam defecar de alto na constituição até 5 de abril!

Estes abutres já nem tentam fazer de conta que são mais que baratas tontas indiferentes ao sangue que lhes corre nas mãos.

Relembro que o estado de emergência no outono foi para “repor a legalidade” da destruição constitucional das restrições de movimento. Durou muito o sentido de legalidade dos vermes.

 

 

Anterior
Próximo