Só mais 4 semanas prometem os professores zandinga dos “modelos matemáticos”

Só mais 4 semanas prometem os professores zandinga dos “modelos matemáticos”

Circulam referencias a uma proposta de “mais de 300 especialistas” que a Europa consegue resolver a covid-19, basta destruir-se ainda mais durante 4 semanas. A autora principal é…. uma fisica. Uma fisica que se “especializou em modelos computacionais de infeções”. Surreal que ainda andam a dar crédito a “modelos computacionais”.

Nenhum autor é epidemiologista.

Depois foi subscrito por “mais de 300 especialistas”. Nunca compreendi o fascinio de “mais de X especialistas”. Como disse Einstein, se tivessem razão, bastava 1 dizer. Mas quem são os “especialistas”? Pois bem, apenas 17 tem algum tipo de filiação potencialmente relevante com epidemiologia. Desses, nem metade tem de facto trabalho em epidemiologia, e os que tem são uma vez mais “modelação computacional”.

O que dizem os “especialistas”?

Take firm action to reduce case numbers quickly. Strong interventions have proven efficient and balance the rapid achievement of low case numbers against the strain on mental health and the economy.

Nem uma referencia, ZERO, a estudos que provem tal afirmação. Apenas divagações de “modelos” que dizem que sem as tais intervenções ia ser o fim do mundo. Nem um único estudo de correlação entre tomada de medidas e redução significativa de “casos”, com correção para evolução esperada ou intensidade de medidas tomadas. Nada. Apenas bolas de cristal de “modelos computacionais”

Resume-se ao mesmo de sempre

Acreditem em nós. O código computacional que inventamos diz que vai ser assim. Se não fizerem como mandamos não se salvarão.

Já ouvimos esta lenga lenga muitas vezes. Era em Março, no verão, no outono. Sempre só mais um bocadinho de auto flagelação e a salvação eterna está mesmo ao virar da esquina. Palavra do Salvador.

Na tipica ignorância jornalixo, que não fazem ideia do que estão a citar, a agência de copiar colar e os seus executores, mais uma vez referem uma revista chamada “Lancet”, quando tal não existe, há uma revista chamada “The Lancet”.

https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)32625-8/fulltext#%20

Só mais 4 semanas prometem os professores zandinga dos “modelos matemáticos”

Anterior
Próximo