São ignorantes destes que analisam dados e ditam a narrativa

São ignorantes destes que analisam dados e ditam a narrativa

Isto é uma cloaca mais fétida que os rios Ave e Trancão nos anos 90!

Jornalixo estagiário sem a mais remota formação em estatistica muito menos epidemiológica a escrever artigos “premium”!!! a analisar dados e fazer causalidade entre ações e “casos” para impor a destruição de um país. É esta gente que dita como podemos viver, pessoas sem qualquer experiência relevante, tem a pouca vergonha de escrever páginas e páginas de venda de medo. Escolhem países ao seu gosto para fazer a narrativa, ignoram outros que não encaixam, justificam o comportamento de matilha raivosa a países com “situação epidemiológica complicada” inventado explicações da carochinha para o que não lhes bate certo “mas alguns estados fizeram”.

São ignorantes destes que analisam dados e ditam a narrativa

 

O outro jornalixo, inventa uma ladainha qualquer de explicação para uma palavra conhecida há milénios: sazonalidade. Bastava escrever, sazonalidade, para explicar porque no verão há menos casos de infeções respiratórias. Preferem uma lenga lenga de medo de várias páginas. Vende mais que uma palavra isolada. Enquanto vender, que é a única coisa que lhes interessa, o recibo verde no final deste mês.

São ignorantes destes que analisam dados e ditam a narrativa

Por fim, um exemplo de total incapacidade, nem números são capazes de copiar e colar. Repetem um erro básico, trocam 1,19 por 1,9 repetidamente no texto. Texto que depois é papagueado por dezenas de outros jornalixos  sem a mais remota confirmação.

São ignorantes destes que analisam dados e ditam a narrativa

É esta gentinha que depois convida e dá tempo de antena a veterinários, caciques futebolisticos e infuencers vendedores de livros na media – tudo com titulo de epidemiologista da farinha amparo. Esta gente que bombardeia uma população assustada com narrativas destas.

Depois irão ficar indignados quando perderem o emprego, quando ninguém comprar assinaturas dos pasquins fétidos. Se é para comprar acesso a lixo deste calibre que levará o país para um suicidio social, mental e económico, podem ter a certeza que passarão fome.

Quando vos falarem de “especialistas”….. são estes. São pessoas sem matemática desde o 9 ano a fazer análises destas e com base nestas barbaridades a convidar vendidos que lhe confirmam as crenças religiosas.

 

 

Anterior
Próximo