Prova fortíssima de que o vírus circulava em França em Nov 2019

Prova fortíssima de que o vírus circulava em França em Nov 2019

Toda a teoria de “altamente infecioso” e “altamente letal” atirada ao esterco com prova fortíssima de que o vírus circulava em França em Novembro de 2019. Durante mais de 4 meses circulou sem deixar rasto, sem causar dano.

Em 9144 amostras de sangue, recolhidas antes do primeiro “caso” em França,  353 amostras, ou seja 3,9%, deram positivo a anti corpos especificios de SARS cov 2. O vírus circulava já em elevadas percentagens da população antes de ser detectado e não tinha causado qualquer mortalidade relevante como claramente demonstra o indice de mortalidadeeuromomo

Prova fortíssima de que o vírus circulava em França em Nov 2019

Quando o “encontraram” e começaram em pânico a “salvar” começaram a matar.

https://link.springer.com/article/10.1007/s10654-020-00716-2

Esta não é a primeira prova conclusiva da sua circulação há muito mais tempo, mas é de longe a maior prova com um número de amostras que não deixa margem para dúvidas. Este resultado deita toda a narrativa no esterco, coloca todos os responsáveis no banco dos réus por negligência grosseira, por tomada de medidas que mataram. Não é o virus que mata, é o medo do virus e a tomada de medidas assassinas.

Anterior
Próximo