O problema da testagem em rastreio

O problema da testagem em rastreio

O problema da testagem em massa

Tem havido exageros nas políticas de combate à crise sanitária. É verdade que o medo está instalado e as pessoas vêem na testagem de rastreio uma forma de mais rapidamente detectar possíveis casos de pessoas que irão “desatar a infectar outros na calada”. Isto é muito desproporcionado (para sermos brandos). É tempo de discutir com verdadeiro contraditório a ideia de que os assintomáticos transmitem com “elevada probabilidade” e que facilmente se gera um efeito bola de neve incontrolável. Apesar do tema da transmissão por assintomáticos merecer uma atenção especial, neste artigo iremos focar-nos na interpretação e consequências que se encontram subjacentes à ideia – que se tem generalizado – de que existem vantagens na implementação de uma estratégia que privilegie rastreios em massa

O problema da testagem em rastreio

Anterior
Próximo