Ministra da Saúde manda matar

Lembram-se dos 12 000 mortos em excesso em 2020. Vamos bater recordes em 2021! Não será por causa de um virus da gripe da moda, será por causa de decisões homicidas como esta.

Guardem a fotografia e a decisão para mostrar em tribunal.

a) em 2021, os episódios de urgência totalizaram em 46.339 casos, o que contrasta com uma média de 73.474 casos no período 2017-2020, ou seja, uma queda de 37%.
b) em 2021, os episódios emergentes (pulseira vermelha na triagem de Manchester) foi de 196, significando uma queda de 25% em relação á média de 2017-2020.
c) no caso dos episódios muito urgentes (pulseira laranja na triagem de Manchester), em 2021 registaram-se 4.997 casos, enquanto a média de 2017-2020 foi de 7.525, isto é, uma queda de 34%.
d) no caso dos internamentos, em 2021 contabilizaram-sem, nestes dias. 4.772, o que confronta com 5.925 na média de 2017-2020, representando assim uma queda de 21%.
Ou seja, o ano de 2021 não se está a iniciar com sinais de qualquer pressão hospitalar, estando os valores bastante baixos da média e de qualquer um dos anos anteriores (à semelhança do que sucedeu ao longo da pandemia em 2020).

Ministra da Saúde manda matar

Anterior
Próximo