Equipamento escolar obrigatório e o contexto

Nota prévia: não há qualquer prova de infeção relevante nas escolas, nos paises onde a racionalidade existe. https://andre-dias.net/escolas-abertas-nao-levou-a-mais-infecao/ https://andre-dias.net/estudos/

Um jornalista a contextualizar as aberrações e a pedir calma. A ironia máxima.

Durante meses a escrever números sem contexto, sem parar. Medo e mais medo, sempre, para vender.

Sobre a aberração de alunos a passar frio em escolas por medidas que causam asco, tem para minimazar o facto de “afinal há muitos mais assim”, “afinal já acontece”

Agora ir contextualizar os números de covid? Não. Ir investigar a mortalidade por outras doenças respiratórias? Não. Fazer mortalidades por milhão de habitante para contextualizar? Não. Para covid só interessa saber coisas absolutas que causam medo. Para o bem estar de crianças? Há pior, sempre!

Já agora “crianças que fazem quilómetros ao frio no interior” é apenas mais uma das muitas alucinações de urbano lunáticos. Há aquecimento nos autocarros, quem diria…….

Ambas as imagens da mesma autora.

Equipamento escolar obrigatório e o contexto

Equipamento escolar obrigatório e o contexto

 

O que temos é isto, alunos num país com um nivel de vida alto, dos melhores do mundo – sim, Portugal tem um nivel de vida fenomenal no contexto mundial – a levar aquecedores para a escola!!! No século XXI.  Escravos da cobardia e ignorância de uma horda de politicos e seus lacaios na hierarquia da educação. Crianças a quem, muito bem, protegemos de trabalho infantil – outra dos grandes elementos de qualidade de vida – a fazer trabalho/esforço físico muito relevante para terem conforto minimo num local que não podem recusar a ir. Escravidão. Mas é para os proteger, cantam os néscios. É porque a DGS manda, quando nem sequer a DGS faz tal recomendação.

Equipamento escolar obrigatório e o contexto

Anterior
Próximo