Confinamentos não apresentam qualquer correlação com mortalidade

Confinamentos não apresentam qualquer correlação com mortalidade

Confinamentos não apresentam qualquer correlação com mortalidade

https://www.nature.com/articles/s41598-021-84092-1

Um estudo muito robusto de análise de correlação entre medidas de restrição /confinamentos e mortalidade. Ao contrário de análises superficiais que buscam correlação e imediatamente passam a eloquentes conclusões, trata-se se uma análise estatística robusta que além de tentar identificar correlação, aplica diversos filtros de validade e força estatística dessa correlação, para eliminar variáveis externas, factor de ruído e instabilidade do próprio método de correlação. Essencialmente filtram todas as observações que se podem atribuir ao acaso e refinam até (potencialmente) obter correlações que haja a certeza não se explicar por ruído. Pela robustez de análise e multiplos métodos de filtragem, foi publicado numa revista de referência com revisão por pares

Assim: não encontram correlação. Se não há correlação, podemos ter certeza que não há efeito de medidas medievais e redução de mortalidade.

 

In conclusion, using this methodology and current data, in ~ 98% of the comparisons using 87 different regions of the world we found no evidence that the number of deaths/million is reduced by staying at home. Regional

 

 

Anterior
Próximo