A mutação “70% mais infecisosa” do UK está associada a menos ventilação

A mutação “70% mais infecisosa” do UK está associada a menos ventilação

Os jornalixo e politicos só quiseram falar dos “70% mais infeciosa” e mandaram logo fechar fronteiras destruindo o Natal e as condições de vida a milhões de pessoas, com o exemplo de 10 000 trabalhadores já de si muito vulneráveis, os camionistas, condenados a pena de prisão abjecta em Kent.

Pois a mutação é no gene ORF8 que foi bastante prevalente no sul de França e em África e que sabemos ser muito menso grave e estar associada a muito menos ventilação mecanica. Ou seja, em vez de tentar conter esta mutação a racionalidade diria para antes a espalhar intencionalmente pois geraria infeção muito menos grave que as restantes e estancaria as outras, comporta-se como uma vacina com menos risco que as próprias vacinas não testadas. Mas isso seria num mundo racional com jornalixo capaz de ler um artigo cientifico e politicos capazes de ver alem do próprio pénis.

Obviamente estas mutações são conhecidas e circulam, com mais 3500, desde o inicio. Não são novas coisa nenhuma.

https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2020.12.23.20248758v1

 

Anterior
Próximo