Revisão de modelos de efeito de confinamento

Revisão de modelos de efeito de confinamento

Uma revisão de vários modelos de previsão dos efeitos de confinamento.

Ou seja, uma análise da qualidade da dita prova repetidamente usada para justificar confinamentos, os modelos do Imperial college.

Os estudos de análise estatística directa não encontram qualquer efeito entre países e intensidade, mas os defensores de tais medidas repetidamente usam os tais “modelos” para dizer “sem confinamento ia ser muito pior”. Pois este estudo analisa a qualidade de tais modelos.

As conclusões? Os modelos que previam muitos mortos e grandes efeitos do confinamento têm muito pouca adesão aos dados da realidade. Os modelos que replicam os dados efectivos não encontram efeito do confinamento.

Os modelos catástrofe são alucinações de pseudo cientistas para quem a realidade e os factos pouco importam. Revisão de modelos de efeito de confinamento

 

Anterior
Próximo