Primeiro ensaio de sensibilidade e especificidade de testes com comparação com cultura in vitro

Primeiro ensaio de sensibilidade e especificidade de testes com comparação com cultura in vitro

Primeiro ensaio de sensibilidade e especificidade de testes com comparação com cultura in vitro

Finalmente o primeiro estudo de comparação de testes rápidos/antigen/LFT com cultura in vitro. A cultura in vitro é o gold standard de comparação, porque prova que o vírus é capaz de infectar. Comparações com outros PCR sem qualquer critério, como existiam até agora, eram fraudes totais.

Este estudo também compara com PCR, depois de definir como positivo PCR abaixo de 30 ciclos, por ser o limiar que as amostras vírus são capaz de se reproduzir.

Primeira conclusão é que a cultura viral correlaciona com PCR com menos de 30 ciclos. Mas isso já tinha sido comparado noutros estudos e confirma que ciclos acima de 30 só geram falsos positivos.

Depois, este teste rápido é sensivel (93.3%) e altamente especifico (99.9%) para casos realmente relevantes – capazes de infectar – ou seja PCR abaixo de 30 ciclos. Um teste com 99.9% especificidade já pode ser considerado para rastreios – sem sintomas – se for feita contra prova.

Os testes rápidos são muito mais baratos. Quando foram usados em grande escala – Eslováquia e Liverpool – encontraram prevalências residuais 0,1 a 0,4%. Ou seja, prova-se que são os testes decentes para usar para critério de “caso” – ainda que devem ser apenas feitos quando há sintomas – e provam que o valor preditivo do PCR é lixo por causa da baixa prevalência que encontramos por testes rápidos.

Os negacionistas de ciência básica vão dizer que “são pouco sensíveis e geram muitos falsos negativos”, ignorando por completo a prevalência baixissima que não permite elevadas percentages de falsos negativos. Não pode haver mais falsos negativos que reais positivos. Se a prevalência é 0,1% só pode haver 0,1% de falsos negativos.

Using this Ct<30 threshold for Binax-CoV2 evaluation, the sensitivity of Binax-CoV2 was 93.3% (14/15), 95% CI: 68.1-99.8%, and the specificity was 99.9% (855/856), 95% CI: 99.4-99.9%.

https://academic.oup.com/jid/advance-article/doi/10.1093/infdis/jiaa802/6061974

 

 

 

Anterior
Próximo