Entre 46 723 amostas e 5793 possiveis mutações e 185 mutações frequentes nenhuma era mais infeciosa

Entre 46 723 amostas e 5793 possiveis mutações e 185 mutações frequentes nenhuma era mais infeciosa

Um estudo gigantesco até Julho de genomas de SARS covid não encontrou qualquer sinal de mutações serem mais infeciosas. Nada, niente, zero, rien. Em 46 723 amostas e 5793 possiveis mutções e 185 mutações frequentes. Publicado na Nature.

 Within a dataset of 46,723 SARS-CoV-2 genomes isolated from patients worldwide.

We detected >5000 homoplasic positions (5710 and 5793, respectively using two different masking criteria)

None of the 185 detected recurrent mutations having emerged independently a minimum of three times were statistically significantly associated with an increase in viral transmission

Depois logo pelo natal e a tempo do brexi aparece uma mutação no Reino Unod que “é 70% mais infeciosa” como nos disse Neil Fergunson de fama “vamos morrer aos milhões”

Sabem qual é a probabilidade de tal acontecer? Menor que o pai Natal me deixar prenda (só porque sou um menino mau, obviamente)

Eu diria para irem contar contos de Natal para outro lado, mas isso deve ser proibido por muito perigoso.

https://www.nature.com/articles/s41467-020-19818-2

Entre 46 723 amostas e 5793 possiveis mutações e 185 mutações frequentes nenhuma era mais infeciosa

Anterior
Próximo