A ONS Inglesa recusa divulgar dados estatisticos porque podem identificar os doentes

A ONS Inglesa recusa divulgar dados estatisticos porque podem identificar os doentes

Este é um post altamente delicioso para quem tem noção de anonimização de dados e vive no Reino Unido.

Um dos grandes pesadelos a quem trabalha em dados médicos numa função epidemiológica é o acesso e disponibilização de dados a colegas e ao público assegurando a privacidade vital e fundamental de todos. Há um efeito muito dificil de lidar chamado re-identificação. Perante um conjunto de dados sem qualquer identificação – nome, morada, telefone, etc – é muitas vezes possivel identificar a pessoa por serem dados muito especificos. Por exemplo, a partir do código postal e data de nascimento é possivel restringir num código postal com poucas dezenas de pessoas a uma unica data de nascimento.

Quando se publicam dados é preciso ter muito cuidado no nivel de detalhe para assegurar o bloqueio de tais artimanhas estatisticas.

No Reino Unido há um processo formal de pedir à administração pública, qualquer uma, informação que detenham sobre determinado assunto. Um mecanismo fabuloso de transparência pública. Por exemplo é possivel pedir toda a informação que uma camara municipal tem sobre o processo de licenciamento de um café. Chama-se Freedom of Information request FOI.

Pois, alguém fez um FOI à ONS – o equivalente ao INE – inglesa sobre dados detalhados dos mortos covid. A resposta é deliciosa e seria suficiente para todos pararem para pensar.

We are no longer publishing monthly COVID deaths with details around the death such as pre-existing conditions or no underlying cause due to the decrease in the number of COVID-19 related deaths. Whilst the number of infections appear to be rising, the number of COVID-19 deaths from July onwards are very small, which poses a disclosure risk, making it entirely possible to identify individual records.

Apesar do número de “casos” ter subido o número de mortes é tão pequeno que o risco de identificar pessoas é elevado!!!! Ou seja, o número de mortos e de mortos sem doenças é de tal ordem que não representa sequer um sinal estatistico forte o suficiente para ser anónimo, para ser epidemiológico. Estamos literalmente a tratar como pandemia meia dúzia de relatos de caso. A barreira entre relato de caso e epidemiologia é excatamente a individualidade do caso.

https://www.ons.gov.uk/aboutus/transparencyandgovernance/freedomofinformationfoi/percentageofcovid19deathswithapreexistingconditionseptember2019to2020?:uri=aboutus/transparencyandgovernance/freedomofinformationfoi/percentageofcovid19deathswithapreexistingconditionseptember2019to2020

A ONS Inglesa recusa divulgar dados estatisticos porque podem identificar os doentes

Anterior
Próximo