Ninguém se pergunta porque é que no meio do caos estão 51 profissionais de férias

Ninguém se pergunta porque é que no meio do caos estão 51 profissionais de férias

Parece que o hospital da Covilhã – os covidiotas não sabem onde fica, só conta Lisboa – tem muitas dificuldades e tem “a capacidade esgotada”. No mesmo comunicado dizem como não quer a coisa “51 profissionais estão infectados ou em isolamento”.

Assim, de fininho, não interessa nada. São só 51. Depois ficam chocados e mandam prender as crianças más que se portaram mal no natal e tem de levar tau tau. Ninguém pergunta, “ó raio, 51? Isso não será assim um pouco para o abuso?”

Em isolamento para mais? Agora os médicos têm medo da profissão, portam-se como cobardes e vão para debaixo da cama com o salário garantido e o Zé é que tem de deixar de ter rendimento para salvar os hospitais? É isso que o país está a apoiar? Que cobardes tenham férias ao mesmo tempo que dizem que está tudo um caos, porque não tem coragem de enfrentar a profissão que escolheram?

Ou será que alguém vai parar e usar dois neurónios e perceber que está um caos porque mandam profissionais para casa com um teste positivo com um valor preditivo positivo de bosta?

Ninguém se pergunta porque é que no meio do caos estão 51 profissionais de férias

Anterior
Próximo