Mentiras descaradas

Mentiras descaradas

A directora do Estefânia, a fonte de mentiras fétidas no verão que “estavam cheios de crianças doentes covid”, que não tinham qualquer ligação com realidade, volta à carga. Mais mentiras.

Não há qualquer relação da transmissão com escolas. Há uma faixa etária que de acordo com resultados de testes lixo PCR apresenta uma curva igual a outras faixas. Isso nada tem a ver com “estudantes” nem tem qualquer relação com transmissão. Nem os dados são crediveis, mas acima de tudo a faixa etária nada tem a ver com o facto de serem estudantes. A maioria dos jovens não estão sequer no ensino superior. Isto é manipulação abjecta tipica.

O elefante na sala, de não ter sintomas, a prova da aberração disto tudo, deitar séculos de clínica no lixo, fica para a última linha para ninguém reparar.

O jornalixo não contente com “forte transmissão”, leva para o título “vertiginosa”. À mentira fétida juntam o alarmismo oportunista.

O futuro de milhões de crianças e jovens é apenas um apontamento de rodapé irrelevante para estes abutres.

Mentiras descaradas

Anterior
Próximo