Maria José Morgado: separar a sociedade entre individuos higienizados e impuros é perigosissimo

Maria José Morgado: separar a sociedade entre individuos higienizados e impuros é perigosissimo

Pessoas com coragem conseguiram furar a manta de cobardia e mentiras da TV, do jornalixo. Conseguiram passar palavras impróprias para ditadores cardiacos

Maria José Morgado pôs alguns pontos nos nomes de forças ditatoriais.

Separar a sociedade entre individuos higienizados e impuros é perigosissimo

O III Reich esteve 12 anos em estado de excepção

Viver com um estado de suposta catástrofe constante cria um novo tipo de mecanismos sociais e  politicos perigosissimos, muito estudados ao longo da história.

Há uma intolerância em relação à vulnerabilidade.

Não há segurança absoluta, há um desejo de segurança absurda. As pessoas não querem aceitar perigos, há sempre perigos.

Não está portanto preocupada? – Não, nada. Estou habituada aos perigos e aos riscos. Sei viver com eles. Toda a minha vida foi um risco, aliás todas as  nossas vidas é um risco.

Como Jorge Torgal alertou para a total ausência de racionalidade em fechar escolas, como Giesecke avisou que era muito fácil fechar um país mas um pesadelo para o abrir, como centenas ou milhares avisaram que iamos matar mais que salvar, Maria José Morgado alerta – na sua area de especialidade – para o que vem a seguir. O colapso social e a implantação de mecanismos sociais opressores e sangrentos. Ainda estamos a tempo de parar, como estavamos em Março.

Anterior
Próximo