Gozam com a vossa cara, mas de forma refinada

Uma velha com saúde muito débil, que perdeu o marido recentemente muito provavelmente de complicações da vacina, convive em amena cavaqueira com ditadores que vos obrigam a usar máscaras, que vos proíbem de viajar, que vos destruíram a saúde mental, que destruíram a educação dos vossos filhos, que mataram os vossos avós de depressão.

Gozam com a vossa cara de ignorantes cobardes, mas de forma real. De realeza e de facto.

Sois escravos de elites destas, podres.
Aceitais cada medida que defecam a cada dia, porque vos dizem que é para vosso bem. Cegos na vossa cobardia, enganados e empenhados na mentira sois incapazes de aceitar que vos enganam, que vos mentiram e mentem sobre o medo, unicamente para adiar a perda do privilégio que um novo meio de comunicação lhes tirará. Gozam enquanto podem e deixam que gozem, quando tendes na mão o poder, agora e aqui.

 

Gozam com a vossa cara, mas de forma refinada
Gozam com a vossa cara, mas de forma refinada

 

Anterior
Próximo