Casos graves associados com infeção hospitalar e convívio doméstico

Casos graves associados com infeção hospitalar e convívio doméstico

Estudo na Escócia associa a maioria dos casos graves – UCI ou morte – com infeção adquirida no hospital ou em convívio doméstico. Ou seja, fechar a sociedade, as escolas não serve de absolutamente nada. Manda-se fechar a sociedade para ajudar os hospitais, quando são os grandes focos de infeção. Manda-se usar focinheiras inúteis a pessoas sem doença e as infeções acontecem nos sítios que foram destruidos por medo e são incapazes de lidar com o que sempre lidaram. Manda-se pessoas para casa, para se infetarem ainda mais.

Analisaram TODOS os casos, bem como um grupo de controlo. Isto não é “faz de conta” de simulações e modelos, é estastística real.

Um circo de idiotas a decidir, com base nas crenças religiosas e nos seus interesses imediatos.

https://www.medrxiv.org/content/10.1101/2021.03.02.21252734v1

Anterior
Próximo