As previsões e a realidade. Flórida

As previsões e a realidade. Flórida

Há 17 dias na Flórida realizou-se uma final de futebol americano, com milhares de pessoas na rua e no estádio com comportamento racional e normal. O estado recusou destruir-se este inverno, depois de ter sido ovelha, como todos, no ano passado. Aprendeu, um valor muito mais importante que a histeria.

Os modeladores e cavaleiros do apocalipse, lá como cá, previam o impacto de tal, que iriam pagar por não obedecer à ditadura.

A modelação sempre a prever o fim do mundo. A realidade sempre a desmentir. Perante centenas de exemplos conhecidos, continua-se a dar crédito a charlatões mais mentirosos que Nostradamus modernos.

Cá como lá, modeladores sem qualquer experiência e que falharam vergonhosamente nas suas promessas de fim do mundo continuam a ter palavra, a ser convidados do jornalixo, a aconselhar um governo de cobardes que só pensa na sua carreira. As crianças, servem de cobaias a experiências Dantescas de destruição de séculos de educação e meios sociais de apoio.

As previsões e a realidade. Flórida

As previsões e a realidade. Flórida

Anterior
Próximo