andre-dias.net

Usar máscaras ao ar livre impede uma morte a cada milénio

Um estudo sobre densidades de particulas virais no ar na Itália. Não sei nada de dinâmica de fluidos, logo não posso rever ou criticar o artigo.

Mas assumindo como razoáveis as suas conclusões, de que há menos de 1 particula RNA viral por m3 de ar, indicam que são precisos 51 dias de exposição continuada ao ar livre para ter 63% de probabilidade de infeção. Ou seja, um risco de infeção absolutamente residual. Especialmente se considerarmos a sazonalidade marcada da infeção, que não permite 51 dias de cargas virais de pico como as estudadas.

Com estimativas rápidas, concluimos que o uso obrigatório de máscaras no exterior leva à prevenção de 1 a 10 infeções por ano num país como Portugal – que tem cargas virais ainda mais baixas, o estudo foca o norte da Itália que foi dos mais afectados.

Ou seja, o uso obrigatório de máscaras no exterior salva uma pessoa de morrer a cada século ou milénio de uso por todos os habitantes.

Vamos ter de esperar pelos efeitos de tal genialidade governativa. Eu vou esperar sentado, mas chegarei a ver o resultado, garanto-vos. Ou não.

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0013935120315000

 

Usar máscaras ao ar livre impede uma morte a cada milénio

Anterior
Próximo
Exit mobile version