andre-dias.net

Director de informação a aconselhar o PR a manipular dados

andre-dias.net

O irmão de António Costa e director de informação da maior cadeia de jornalixo nacional a aconselhar o confinador-mor a manipular e esconder dados.

 

Onde está a ética jornalistica e o dever de apresentar factos? Compreendemos agora o que pensam nas redações quando vão dizer isto para o público! Onde está o dever de informar? Um director a dizer a possiveis fontes para se calarem? Ninguém tem noção do ridículo?

Teste validadíssimo, pelo IRJ.
Piada das boas. E a validação do protocolo PCR? E onde estão os dados de validacão pelo INSA? Só porque é num “laboratório de referência” é santificado?!!!
As situações dos falsos positivos são incrivelmente raras.
Eu sei que é pedir muito a um meliante que tem como currículo ser irmão de primeiro ministro e vice-versa, para mais quando deixou de ter matemática no 9º ano, mas caríssimo Ricardo Costa, ganhe vergonha! Vá estudar valor preditivo positivo e deixe de acreditar cegamente em meia dúzia de colaboracionistas que nunca estudaram nada disto.
Os falsos positivos podem acontecer por erro humano, erro de contaminação e depois por má interpretação das curvas de amplificação, embora… isso é um bocadinho mais difícil. É só isto.
Só isto! E se for porque o próprio protocolo nunca foi revisto por pares, verificado ou aferido por ninguém? E se estiver a detectar apenas restos de vírus?
Os últimos testes que o Presidente fez são 100% fiáveis, como todos os que trabalham na área dizem.
Isto é mentira. Pura dura e sem vergonha. Não há teste nenhum no mundo 100% fiável. Qualquer “dos que trabalham na área” lhe dizem. Ou então mentem-lhe.
Porque isto exige uma explicação, que às 3h da tarde é uma coisa, às 6 da tarde é outra… Nós já temos de acompanhar tanta coisa…
Isso mesmo, a preocupação do sr. irmão do primeiro ministro é ter de fazer umas horas extra. Isso de ter o país fechado é coisa pouca. Agora ter de trabalhar até às 6 caramba!!! Isso é que não.
Anterior
Próximo
Exit mobile version